We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Bolsonaro tenta deixar conta dos combustíveis para depois da eleição

4 19 26
25.05.2022

Jair Bolsonaro percebeu que esbravejar no cercadinho do Palácio da Alvorada não resolveria seu problema. Depois de trocar o comando da Petrobras pela terceira vez, o presidente começou a discutir com auxiliares uma fórmula para segurar os preços dos combustíveis. A ideia é evitar reajustes por 100 dias, mas alguns aliados trabalham para que um aumento só ocorra depois da eleição.

O represamento já existe na prática. Pela política atual, a Petrobras deve acompanhar os preços do mercado internacional, mas a pressão de Bolsonaro já fez com que a empresa segurasse por dois meses o valor cobrado pelo diesel. A gasolina está sem reajuste há 75 dias.

O objetivo do governo é congelar os preços por mais tempo e de maneira oficial, com o objetivo de controlar o impacto político dos reajustes. O problema –como em........

© UOL


Get it on Google Play