We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

A campanha de rua e a campanha subterrânea

1 1 0
02.10.2019

Há uma campanha que corre nas ruas e uma que corre nos subterrâneos da política. A das ruas é a das promessas, das bandeiras, dos bombos, dos beijos e dos momentos televisivos. A outra, a subterrânea, é a das polémicas e da lama que vai sendo atirada para a ventoinha. Uma espécie de intifada que não é feita de pedras, mas de notícias e de casos, políticos e de justiça.

A cinco dias das eleições legislativas, e com as sondagens a dar PS e PSD cada vez mais próximos, joga-se o tudo ou nada. Se Tancos continua a assombrar a campanha socialista - o DCIAP veio, entretanto, dizer que ponderou ouvir António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa , mas considerou que não havia relevância -, os socialistas tentam agora que o caso das assinaturas fantasma dos deputados do PSD - que a TSF avançou em primeira mão - consiga, pelo menos, provocar alguma mossa no adversário. Vai daí, o PS decidiu denunciar o caso aos serviços jurídicos da Assembleia da República, ao Tribunal Constitucional e ao Ministério Público. Os socialistas acusam o PSD de "falsificação" e da "prática de um ilícito criminal" .

A conferência de líderes agendada para esta quarta-feira promete. É que, com esta "jogada", aquilo que devia ser uma reunião dedicada ao tema Tancos, terá agora um novo tema na agenda: o das assinaturas do PSD. Confrontado com a notícia, Rui Rio não tentou desculpar o líder da sua bancada - pelo contrário,........

© TSF Rádio Notícias