We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

O Papa, Eusébio, as Descobertas e a escravatura

4 0 0
06.09.2019

O Papa, Eusébio, as Descobertas e a escravatura

A intolerância de uns tantos à diferença faz com que livres pensadores tenham quase medo de dizerem o que lhes vai na alma, já que temem ser logo apelidados de fascistas, homofóbicos ou xenófobos.

Num mundo com tanta agitação, onde as pessoas destilam ódio a tudo aquilo com que não concordam, a atitude do Papa Francisco é uma autêntica lufada de ar fresco. Na sua visita a África e, nomeadamente, a Moçambique, o chefe máximo da Igreja conseguiu passar uma mensagem de esperança a um povo que bem precisa dela. Francisco diz coisas simples, mas muito assertivas. Quando apela aos moçambicanos que não deixem que ninguém lhes tire o prazer de serem felizes, de se divertirem como só eles sabem, o Papa dá o recado aos políticos locais para acabarem de vez com a guerra. “Foi impressionante ver jovens de diferentes confissões religiosas, filhos da mesma terra, juntos. Todos somos necessários com as nossas diferenças. Aliás, as nossas diferenças são necessárias”, acrescentou. Uma realidade tão esquecida cá no burgo, onde a tentativa de imposição do pensamento único parece ganhar espaço a cada dia que passa. A intolerância de uns tantos à diferença faz com que livres pensadores tenham quase medo de dizerem o que lhes vai na alma, já que temem ser logo apelidados de fascistas, homofóbicos ou xenófobos. A história da........

© Jornal i