menu_open
Miguel Esteves Cardoso

Miguel Esteves Cardoso

PÚBLICO

We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close

A mancha do terror

A culpa é das minhas novas T-shirts, que são compridas de mais. Apanham tudo o que circula.

latest 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Só é preciso pagar a conta

Não escondo que, no meu coração fascista, que só de noite se manifesta, sonho com uma polícia japonesa, uma espécie de ASAE ainda mais...

yesterday 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O mês dos compridos

Já começou um dos meses mais felizes do ano, um que persistimos em esquecer, por estarmos concentrados na marcha final para o Verão: é o mês dos...

previous day 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Andamos todos ao mesmo

Estamos sempre no jardim zoológico. Sentados numa esplanada, a ver passar pessoas nunca dantes vistas, deveríamos agradecer não ter de pagar...

tuesday 40

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

A empatia não é o problema

Se nos dissessem "Durante sete dias, entrega-te às desgraças do mundo", saberíamos por onde começar e prosseguir, mas rapidamente descobriríamos...

20.05.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Malditos os bem-afortunados

Há quem trate bem os mais afortunados e mal os menos afortunados. Explicam-se dizendo que estão apenas a ser interesseiros: os primeiros podem...

19.05.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Quem diria que uma tigela de Corn Flakes com leite fosse tão difícil de preparar

Quando penso nas coisas que mais gosto de comer, há uma que fica sempre fora de todas as listas e de todos os livros, por parecer banal e não...

18.05.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O material tem sempre razão

Odeio a expressão "jeito nas costas". Parece um acto de caridade: "O homem estava aflito e eu dei-lhe um jeito nas costas." Numa cultura em que o...

18.05.2024 70

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Cada dia como mais um dia

O pior conselho que me deram foi pôr sempre "talvez" antes de uma afirmação – porque pode não ser verdade e pode haver quem discorde.

17.05.2024 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

A ocasião e a maldade

16.05.2024 60

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O missal microscópico

Um comensal decide picar-me. "Desculpe lá", diz ele: as duas palavras que invariavelmente antecedem os stresses traumáticos do dia-a-dia. "Vejo...

15.05.2024 40

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

A aldeia dos amiguinhos

Aparecemos em Maio num lugar aonde só temos ido no Verão. Somos ainda mais bem recebidos do que é costume. Porque será? Porque somos os únicos...

14.05.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Saem-se bem, os portugueses

Estou a acabar de ver o Shogun. Isto já é um milagre, porque não estou a gostar nada da série, que parece BD. Mas tem personagens portugueses, e...

13.05.2024 70

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Não quero que me vejam assim

Acho que descobri um indício cultural que me permite saber se determinado país me vai agradar. É arrevesado, note-se, mas bate certo.

12.05.2024 70

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Ai, que o chá feito na máquina é melhor do que o nosso

Qualquer chá, para ser preparado e bebido na perfeição, só precisa de três números. Com esses números pode-se tirar o máximo partido de...

11.05.2024 70

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Ai, que o iPad vai matar a Arte

A unanimidade é uma doença. Num indivíduo, a doença chama-se monomania. Numa cultura, chama-se unanimidade.

11.05.2024 80

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Um almoço, quatro obsessões

Um dos males de ler é ter de contar o que se leu. Como mais ninguém leu aquele livro, quer-se companhia para poder discuti-lo. Mas também se quer...

10.05.2024 40

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Viva o 8 de Maio!

Ontem sujei os dedos dos pés com dois pingos de lama. Hoje, no sítio onde era a poça, já os sujei com poeira.

09.05.2024 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

A utilidade da alfaiataria

É um desperdício ver as fotografias do Met Gala para lamentar os excessos da nossa sociedade.

08.05.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O truque das florzinhas

Estão doidos os campos, de flores viradas para os nossos olhos, a ver como reagimos ao assalto de tanta beleza junta. As guinadas no volante...

07.05.2024 60

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Foi tudo para as plantas

Comendo uma alface mais alface do que qualquer alface que já comi, indicaram-me o agricultor que a tinha criado: um homem fechado e monossilábico....

06.05.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Como está a lagarta hoje?

Como se chama uma infracção cometida por duas pessoas ao mesmo tempo, se, somadas, são duas vezes mais perigosas?

05.05.2024 40

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Os chás da Índia estão à espera de quem tenha dois dedos de cabeça

Comecei a beber chá aos três anos. A minha mãe, que se chamava Diana, era inglesa e pôs-nos logo a beber chá. O meu pai, que se chamava Joaquim,...

04.05.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Quem está livre, livre está

Assim como há um balão para detectar o álcool, deveria haver um balão para a rezinguice. Há pessoas que, quando saem, não descansam enquanto...

04.05.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O dia do carapoque

A pressa às vezes compensa. Nós estávamos cheios dela, mas de fome também. Parámos num sítio que nós cá sabemos e transferimos o problema para...

03.05.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

As cerejas este ano

As cerejas este ano estão boas. As cerejas este ano parecem boas. Tudo indica que as cerejas este ano serão boas.

02.05.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Mais vale só

Esperei meses por dois livros esgotadíssimos que nunca mais chegavam dos Estados Unidos. Deram-me muito trabalho a encontrar, mas, depois de tanto...

01.05.2024 40

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

A opinião do Presidente

Não percebo em que mundo é que não é bom saber as opiniões de uma pessoa culta, inteligente e patriótica que, por acaso, até é nosso...

30.04.2024 60

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O apartamento com chave

Não é só nos filmes que as pessoas se fecham nas casas de banho para poderem gozar um minutinho a sós.

29.04.2024 40

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Contra a conascendência

É preciso perdoar a condescendência. Nem que seja por atenção àqueles figurões, tão seguros na sua altivez, que nem sequer se dão ao trabalho...

28.04.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Um cêntimo por ano desde o 25 de Abril, já dava para duas carcacinhas

Levei muito tempo a pensar em qual seria a melhor coisa que comi nos 50 anos que passaram desde o 25 de Abril de 1974.

27.04.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Lisboa à mostra

Lisboa era uma cidade escondida atrás de uma cidade de luz.

27.04.2024 40

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O mal da ostraconofobia

No poema The Common Life , publicado em 1965, Auden fala das "esfaimadas quimeras animívoras" do Senhor das Trevas. Conta Edward Mendelson, numa...

26.04.2024 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Aqui não podemos deixar

A parte do 25 de Abril que corre perigo é a social-democracia. A social-democracia é onde a direita e a esquerda se juntam para encolher os ombros:...

25.04.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O 25 de Abril que falta

E se os descobrimentos ainda estivessem por cumprir e se nos faltasse descobrir as pessoas que cá estão? E se, em vez de terras longínquas, nos...

24.04.2024 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Larguem as petingas!

Eu também cedo. Não me confundam com um benfeitor. Dizem-me que há petingas e eu resmungo mas, entre dentes, lá capitulo: "Venham lá as petingas,...

23.04.2024 80

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Perguntem ao povo

As pessoas que têm em casa muitos livros de auto-ajuda tornam-se defensivas e habituam-se a justificá-los, citando exemplos concretos de melhorias...

22.04.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

A liberdade é difícil

Quando ouço dizer mal do Ministério Público, da Procuradoria-Geral da República ou dos magistrados, defendo-os. Se estamos a comemorar a liberdade...

21.04.2024 50

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Ir cedo para ficar despachado

Ninguém gosta de esperar por ninguém - sobretudo a pessoa que chega tarde. A pessoa que chega tarde, doravante designada de crápula, é a pessoa...

20.04.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Hoje estou muito cansado

Isto de se aproximar o ano da morte é como uma droga poderosa que nos solta os maxilares: sai-nos tudo da boca para fora. De repente, revelam-se...

19.04.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Uma ideia peregrina

Os escritores dão pouca despesa. Não precisam de equipas. Cada um é capaz de escrever um livro sozinho. E escrever não é caro: basta estar vivo....

18.04.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

A revolta da tripa

Viajar desafina. Não é preciso apanhar um avião a jacto. Basta dormir fora de casa. E, quando se farta de se virar na cama estranha, e desiste de...

17.04.2024 70

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O génio das cidades

Cada vez que venho ao Porto, chego na melhor hora do dia, e o tempo está sempre perfeito para ver a cidade. "Teve sorte", dizem-me as pessoas, "ainda...

16.04.2024 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Está tudo verde

Logo de manhã, saio de Sintra a caminho do Porto. Estamos em Abril. O país é Portugal. A estação é a Primavera.

15.04.2024 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O maldito corrector

Não só não uso correctores, como levo a mal o tempo que leva a desligá-los.

14.04.2024 10

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Só nos fica bem fazermos as pazes com os pastéis de nata

Sempre que passo por Belém — e é muito difícil não passar por Belém, nem que seja preciso dar uma volta dos diabos — vou buscar uma dúzia de...

13.04.2024 100

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O desenrascanço a 4 euros

Já reparou que há muita gente que usa autocolantes nos teclados dos portáteis? Decidido a resolver esse mistério, meti conversa com um casal que...

13.04.2024 20

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

Não digas que vais daqui

Foi a nossa amiga Sandra que reparou logo, mal leu a crónica de ontem sobre o "e já vais com sorte", que faltava uma expressão ainda mais...

12.04.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

E já vais com sorte

A persuasão é fascinante porque é através dela que o ser humano tenta aniquilar as preciosas primeiras impressões que todos recebemos sempre que...

11.04.2024 10

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

O armazém vazio

A certa altura, as casas dos meus amigos estavam tão cheias de discos e videocassetes que só os mais ricos tinham quartos e estantes suficientes...

10.04.2024 30

PÚBLICO

Miguel Esteves Cardoso

93cb54accc25c02d33a5d2ab93e7ca68