Alexandre Parafita

Faz agora dois meses em que foi cortado o trânsito no IP4 (estrada do Marão), por terem sido encontradas anomalias no pavimento próximo do Alto de Espinho. E o que foi feito entretanto? Nada. Assim o mostra a imagem em baixo.

O certo é que os automobilistas, sem culpa do sucedido, estão forçados a utilizar a auto-estrada A4 (o túnel do Marão) e a pagarem a respetiva portagem. Os trabalhadores que ali circulam diariamente, para ganhar o seu pão, estão a ficar com as carteiras mais vazias. É, como se diz… gozar com quem trabalha.

Mas o mais estranho é que os partidos que tanto abriram as goelas a reclamar a abolição das portagens nas ex-SCUTS do Interior (o PS e o Chega) estejam agora calados perante esta roubalheira.

A algum deles ocorreu, por exemplo, propor de imediato a suspensão do pagamento da portagem na A4 enquanto se mantiver o corte no IP4?

Como diz o povo antigo: «Promessas só as de Cristo, das outras está o Inferno cheio»


QOSHE - Se isto não é roubar, então é o quê? - Alexandre Parafita
menu_open
Columnists Actual . Favourites . Archive
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Se isto não é roubar, então é o quê?

51 0
21.05.2024

Alexandre Parafita

Faz agora dois meses em que foi cortado o trânsito no IP4 (estrada do Marão), por terem sido encontradas anomalias no pavimento próximo do Alto de Espinho. E o que foi feito entretanto? Nada. Assim o mostra a imagem em........

© Diário de Trás-os-Montes

Get it on Google Play