A pesquisa BTG/FSB divulgada hoje aponta pela primeira vez a possibilidade de eleitores de Ciro Gomes (PDT) estarem mudando seu voto em prol de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no movimento conhecido como "voto útil".

Lula foi o único candidato a subir fora da margem de erro, três pontos percentuais. O petista está agora com 44% de intenção de votos, enquanto Jair Bolsonaro (PL) se manteve no mesmo lugar, com 35%.

Colunistas do UOL

Mas a maior mudança nos números se deu fora do campo dos favoritos.

A soma dos votos dos candidatos da ex-chamada terceira via — Ciro Gomes, Simone Tebet (MDB) e Soraya Tronicke (União Brasil) — vinha crescendo de levantamento em levantamento e, na última rodada da BTG/FSB, chegou a atingir 19%.

Nesta, porém, caiu para 14%, cinco pontos percentuais a menos.

Desses cinco pontos perdidos pelos candidatos da ex-terceira via, três foram para o cesto de Lula e dois entraram para a categoria dos "indecisos".

Embora não seja possível afirmar categoricamente que todos os votos que migraram para Lula vieram de Ciro — e não de Simone Tebet ou Soraya Tronicke— todos os indícios apontam para essa conclusão.

Ciro Gomes, assim como Tebet, perdeu dois pontos percentuais em relação à pesquisa anterior do instituto. Mas são os eleitores do pedetista, e não de Tebet, os que demonstram maior tendência a mudar seu voto para Lula.

A pesquisa perguntou para os 18% dos eleitores que disseram ainda poder mudar de candidato qual seria o segundo nome de sua preferência.

Entre os eleitores de Ciro, 43% disseram que votariam em Lula, contra apenas 15% de Tebet.

Na pesquisa anterior, os eleitores de Ciro que diziam poder votar em Lula eram 38%, cinco pontos percentuais a menos. Os de Tebet, 22%, sete pontos a mais.

Vem também dos eleitores de Ciro a maior porcentagem de entrevistados que diz ainda poder mudar de voto, 56%. Entre os eleitores de Tebet, eles são 50%. Apenas 11% dos eleitores de Lula e 10% dos de Bolsonaro afirmam que podem mudar de ideia até o primeiro turno.

Resume Marcelo Tokarski, sócio-diretor da FSB: "Ciro Gomes, além de ter perdido dois pontos percentuais que, aparentemente, foram para Lula, tem mais da metade dos seus eleitores dizendo que ainda pode mudar de voto até o dia 2 de outubro. E quase a metade desses eleitores afirma que votariam em Lula".

Pela pesquisa divulgada hoje, o ex-presidente tem 47% dos votos válidos — insuficientes, portanto, para uma vitória no primeiro turno. Na rodada anterior, porém, o petista estava mais distante dessa possibilidade: tinha 44%.

A migração dos votos de Ciro Gomes pode dar a Lula os pontos que faltam para chegar a mais de 50% dos votos válidos, condição para que ele encerre a eleição no dia 2 de outubro. Resta, no entanto, saber se esse movimento terá continuidade, até onde irá e em que velocidade vai caminhar.

QOSHE - Pesquisa indica primeiro movimento de voto útil de Ciro para Lula - Thaís Oyama
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Pesquisa indica primeiro movimento de voto útil de Ciro para Lula

3 26 127
19.09.2022

A pesquisa BTG/FSB divulgada hoje aponta pela primeira vez a possibilidade de eleitores de Ciro Gomes (PDT) estarem mudando seu voto em prol de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no movimento conhecido como "voto útil".

Lula foi o único candidato a subir fora da margem de erro, três pontos percentuais. O petista está agora com 44% de intenção de votos, enquanto Jair Bolsonaro (PL) se manteve no mesmo lugar, com 35%.

Colunistas do UOL

Mas a maior mudança nos números se deu fora do campo dos favoritos.

A soma dos votos dos candidatos da ex-chamada terceira via — Ciro Gomes, Simone Tebet (MDB) e Soraya Tronicke (União Brasil) —........

© UOL


Get it on Google Play