Vai ter desfile militar, banda de música, parada naval, esquadrilha da fumaça, demonstração de pára-quedistas (os "Cometas") e 21 salvas de canhão disparadas do alto do Forte de Copacabana.

Melhor que isso, só show da Anitta.

Relacionadas

Lula fala de mulheres, chama Bolsonaro de "tenente" e mira primeiro turno

Por que pesquisas não se mexem e o que ainda pode afetar Lula e Bolsonaro

A vantagem é que este sairá de graça, senão para o contribuinte, ao menos para o presidente e candidato Jair Bolsonaro.

Bolsonaro e seus cometas pretendem, a pretexto do Bicentenário da Proclamação da Independência do Brasil, arrebatar até 1 milhão de pessoas em Copacabana amanhã, no que, esperam, será "o maior evento dessas eleições", como diz sem pudores um estrategista da campanha.

As bandeiras do Brasil tremulantes no céu, os tanques do Exército e os navios da Marinha singrando a Baía de Guanabara serão a moldura verde e amarela para a produção da bonita foto de campanha que é o propósito maior do evento.

Bolsonaro e sua campanha desejam, com a distribuição dessas imagens nas redes sociais, martelar a ideia que o "capitão do povo" tem mais apoio popular que o ex-presidente Lula e que os institutos de pesquisa mentem quanto apontam o contrário.

O discurso de Bolsonaro no evento, combinado com o núcleo político do Planalto, exclui críticas às urnas eletrônicas, ataques às instituições e insinuações golpistas — coisas que, pesquisas já provaram, só distanciam o presidente dos não convertidos.

Neste momento, dizem auxiliares, Bolsonaro não tem que falar grosso, tem de ganhar votos.

Para isso, o ex-capitão convocou as forças do céu, da terra e do mar, e se pudesse, convocaria Anitta também.

O fato é que, para conseguir uma virada neste momento, ele precisaria conquistar o voto de todos os eleitores que hoje se declaram indecisos (9 milhões) e ainda cavar outros 4 milhões junto aos eleitores de Lula e demais candidatos.

Produzir fabulações é fácil, ainda mais quando o dinheiro é do contribuinte. Já transformar essas fabulações em realidade são outros quinhentos.

O programa O Radar das Eleições vai ao ar às terças-feiras.

Quando: toda semana, às 10h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL. Você também pode conferir nas plataformas de podcasts. Veja a íntegra do programa:

QOSHE - Bolsonaro usa Forças Armadas e contribuinte para fazer seu maior comício - Thaís Oyama
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Bolsonaro usa Forças Armadas e contribuinte para fazer seu maior comício

3 37 62
06.09.2022

Vai ter desfile militar, banda de música, parada naval, esquadrilha da fumaça, demonstração de pára-quedistas (os "Cometas") e 21 salvas de canhão disparadas do alto do Forte de Copacabana.

Melhor que isso, só show da Anitta.

Relacionadas

Lula fala de mulheres, chama Bolsonaro de "tenente" e mira primeiro turno

Por que pesquisas não se mexem e o que ainda pode afetar Lula e Bolsonaro

A vantagem é que este sairá de graça, senão para o contribuinte, ao menos para o presidente e candidato........

© UOL


Get it on Google Play