We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Erros de Bolsonaro sobre invasão da Ucrânia vão prejudicar sua reeleição

3 8 0
04.03.2022

A invasão russa à Ucrânia confirma ao mundo o que a pandemia de covid-19 já evidenciou: crises globais demandam respostas integradas e coordenadas entre as nações. Seus efeitos não se restringem aos países diretamente envolvidos. A necessidade de um rearranjo mundial é urgente. Nesse contexto, novamente, a inabilidade do governo de Jair Bolsonaro (PL) e as alianças que fez podem afundar o Brasil em mais crise.

O presidente brasileiro insiste em governar para satisfazer seus devotos. Zerou as alíquotas do imposto de importação de motos aquáticas (jet-skis), fez campanha no litoral de São Paulo no Carnaval e mandou mensagem via WhatsApp de cunho ideológico olavista, alinhado ao guru de radicais russos, Aleksandr Dugin, em que tenta transformar o ódio aos "comunistas" em ódio aos "progressistas", aqueles que, segundo o texto, operaram a "nova ordem mundial" por meio de "causas identitárias". A mensagem, revelada pelo jornal O Globo, coloca o Brasil ao lado da Rússia mais uma vez, em clara oposição aos Estados Unidos, à França, ao Canadá e demais países do ocidente. Destoa do próprio Itamaraty, que votou contra Moscou na ONU.

Colunistas do UOL

Vale lembrar que, na visita de Bolsonaro a Putin, em 16 de fevereiro, o presidente brasileiro demonstrou apoio aos russos, sentou-se próximo ao colega, disse que os dois países fazem um "casamento perfeito", afirmou ser solidário ao líder russo e disse ainda que Putin "busca a paz".........

© UOL


Get it on Google Play