Na Live UOL desta sexta-feira (28), falei sobre a carta divulgada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com compromissos para o país.

Sem detalhar nenhuma proposta no documento, o petista afirma que as primeiras medidas do governo, caso seja eleito, serão para resgatar da fome 33 milhões de pessoas e tirar da pobreza mais de 100 milhões.

Colunistas do UOL

O texto também diz que governo, empresários e trabalhadores vão elaborar juntos uma legislação que assegure direitos mínimos trabalhistas e previdenciários, salários dignos, competitividade e investimentos das empresas —com crédito a juros baixos para as micro, pequenas e médias empresas.

Na "Carta para o Brasil de Amanhã", Lula defende que a "política fiscal responsável deve seguir regras claras e realistas, com compromissos plurianuais, compatíveis com o enfrentamento da emergência social que vivemos e com a necessidade de reativar o investimento público e privado para arrancar o país da estagnação".

Sem proposições práticas, o documento se aproxima mais de uma oração pela Economia —criada pela ala evangélica da campanha e não por economistas. Considerada vaga por analistas ouvidos pelo UOL, a carta de Lula é boa apenas para um país onde o eleitor não exige respeito.

Na Live UOL, falamos também sobre a repercussão do debate entre os candidatos ao governo de São Paulo; e sobre o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) que sugeriu "adiar" as eleições de domingo por conta do caso envolvendo inserções da campanha eleitoral do presidente em rádios do Norte e Nordeste do país.

QOSHE - Carta de Lula é boa só para um país que não exige respeito - Madeleine Lacsko
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Carta de Lula é boa só para um país que não exige respeito

5 32 7
29.10.2022

Na Live UOL desta sexta-feira (28), falei sobre a carta divulgada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com compromissos para o país.

Sem detalhar nenhuma proposta no documento, o petista afirma que as primeiras medidas do governo, caso seja eleito, serão para resgatar da fome 33 milhões de pessoas e tirar da pobreza mais de 100 milhões.

Colunistas do UOL

........

© UOL


Get it on Google Play