Tem gente que odeia alguma profissão e pessoas que a praticam. Vale pra todas. Se você tem uma profissão que considera que “só faz o bem”, não pense que está livre de ódios. Vimos recentemente manifestações de ódio contra a ciência e os cientistas. Eles mesmos odeiam professores também. Vi que agronegociantes, que plantam para exportar e lucrar muito, manifestando ódio contra produtores de alimentos para o povo, principalmente quando esses produtores se dedicam a produzir alimentos saudáveis.

Se a gente procurar “defeitos” nas profissões e nos profissionais, tenha certeza: vai encontrar muitos. Há uns tempos comecei a coletar frases falando mal de alguma profissão e alguns profissionais. Se me dedicasse mais a isso, acharia milhares. Aliás, sem pesquisar muito, achei.

Podia usar mais de cem falando mal da profissão que mais pratiquei, jornalista. E advogado? E empresário? E médico? Eu sobrevivo desde criança graças à medicina, mas muita gente teve experiências ruins com médicos. Então, falam mal deles indiscriminadamente, sem ressalvas. No Pasquim, chamavam os médicos de “máfia de branco”. Eu encontrei médicos ruins também, mas encontrei muitos bons, competentes e humanistas. Mas assim como incluí frases falando mal da minha própria profissão, incluo umas sobre eles também.

Mas saibam: todas essas profissões odiadas por alguns, são admiradas e amadas por outros. Só que minha intenção aqui é colocar exclusivamente frases críticas. Então, que ninguém se sinta melindrado por elas.

Ah... Muitos podem perguntar, por que não pegou frases falando mal de arquiteto, de motoboy, operador de telemarketing, pedagogo, pedreiro, barbeiro, farmacêutico, pescador, taxista, piloto de avião, modelo, caminhoneiro, garçom etc. etc. etc.? Poderia, não há profissional livre de xingamentos. Mas este texto que já está grande demais precisaria ser multiplicado por não sei quanto, né? Quem sabe continuo algum dia?

Sobre bancos e banqueiros

Barão de Itararé: “Banqueiro é um cavalheiro que nos empresta o guarda-chuva quando brilha o sol e no-lo pede de volta quando começa a chover”.

*

Mark Twain: “Bancos são instituições que pedem o seu relógio para lhe dizer as horas – e não devolvem”.

*

Bertolt Brecht: “O que é assaltar um banco, comparado com fundar um banco?”.

*

Eu: “Banqueiro dos bons / não morrem de amores / por ladrões amadores”.

*

Guerra Junqueiro: “No cofre do banqueiro dormem pobrezas metalizadas”.

Engenheiros:

Albert Einstein: “Originalmente, eu deveria me tornar um engenheiro, mas a ideia de ter que gastar minha energia criativa em coisas que tornam a vida prática cotidiana ainda mais refinada, com um ganho de capital repugnante como objetivo, era insuportável para mim”.

*

Scott Adams: “Os engenheiros gostam de resolver problemas. Se não houver problemas facilmente disponíveis, eles criarão os seus próprios problemas”.

*

Dr. AR Dykes: “Engenharia é a arte de modelar materiais que não podemos analisar com precisão, de modo a resistir a forças que não podemos avaliar adequadas de tal forma que o público não tenha motivos para suspeitar da nossa ignorância”.

*

Um arquiteto (machista, né?): “Foi engenheiro que projetou a mulher. Pôs a área de lazer pertinho do esgoto”.

Advogados

Sofocleto: “O bom do Juízo Final é que será sem advogados”.

*

Eric Ambler: “Para que serve um advogado honesto quando o que você precisa é de um advogado desonesto?”.

*

Jeremy Bentham: “Advogados são as únicas pessoas cuja ignorância da lei não é punica com cadeia”.

*

J. P. Morgan: “Não preciso de advogados para me dizer o que não devo fazer. Eu os contrato para me dizer como fazer o que quero fazer”.

*

Will Rogers: “Faça um crime compensar: torne-se um advogado”.

Artistas plásticos

Samuel Butler: “Qualquer idiota é capaz de pintar um quadro, mas só um gênio é capaz de vendê-lo”.

*

Al Capp: “A arte abstrata é um produto dos incompetentes, vendida pelos inescrupulosos e comprada pelos imbecis”.

*

Pablo Picasso: “Toda criança é um artista. O problema é o como manter-se artista depois de crescido”.

Burocratas:

Wood Allen: “Os burocratas existem para transformar a solução num problema”.

*

Eugene McCarthy: “A única coisa que nos salva da burocracia é aa ineficiência. Um burocrata eficiente é uma das maiores ameaças à liberdade”.

*

Robert Sternberg: “Um dia você vai precisar de um visto para ir de 31 de dezembro para 1º de janeiro”.

*

Stalin: “De dez em dez anos toda a burocracia precisa ser fuzilada e trocada”.

Cantores

Samuel Taylor Coleridge: “Os cisnes cantam antes de morrer. Algumas pessoas deveriam morrer antes de cantar”.

*

Johnny Halyday: “Se eu não fosse cantor, pegaria uma arma e iria lutar contra todos eles”.

*

Judy Canova: “Um cantor de ópera é um cara que leva uma facada nas costas e, em vez de sangrar, começa a cantar”.

Militares

Erwin Rommel (general alemão): “Na falta de ter o que fazer, ache algo para matar”.

*

Jean Charteris: “Inteligência militar é uma contradição em termos”.

*

Florence Nightingale: “É necessária uma certa dose de estupidez para se fazer um bom soldado”.

*

Albert Einstein: “Detesto, de saída, quem é capaz de marchar em formação com prazer ao som de uma banda. Nasceu com cérebro por engano, bastava-lhe a medula espinhal”.

Policiais

Wesley D’Amico: “Polícia e ladrão são opostos que se atraem”.

*

Milan Kundera: “Os arquivos da polícia são nosso único passaporte para a imortalidade”.

*

Jean Cocteau: “Se eu prefiro os gatos aos cães é porque não existem gatos policiais”.

*

Fábio Konder Comparato: “A violência policial é uma chaga aberta na democracia”.

Cientistas

Betsy Salkind: “Sou uma cientista, mas também cristã. Os milagres são mais confiáveis”.

*

Stanislaw Jerzy Lec: “A propagação da ignorância no mundo também deve ser desenvolvida de forma científica”.

*

Arthur Koestler: “Na ciência, a criatividade consiste em provar que dois mais dois são cinco”.

*

Martin Luther King: “Nosso poder científico excedeu nosso poder espiritual. Sabemos guiar mísseis, mas desviamos o homem de seu caminho.

Cineastas e atores

Jean-Luc Godard: “Estou aguardando o fim do cinema com otimismo”.

*

Wilson Mizner: “Depois de passar anos em Hollywood, convenci-me de que os verdadeiros heróis estão na plateia”.

*

Federico Fellini: “Cinema-verdade? Prefiro o cinema-mentira. A mentira é sempre mais interessante do que a verdade”.

Diplomatas:

Georges de Porto-Riche: “Um diplomata que se diverte é menos perigoso do que um diplomata que trabalha”.

*

Cakie Stinnett: “Um diplomata é alguém que pode dizer para você para o inferno de tal maneira que você anseia pela viagem”.

*

Henry Wotton: “Um embaixador é um homem honesto, enviado ao estrangeiro para mentir por seu país”.

*

Anônimo: “Um diplomata é um homem pago para tentar resolver dificuldades que nunca teriam surgido se não existissem diplomatas”.

Economistas:

Aleandro Bartolini: “Hoje em dia, para ser um economista, basta parecer um idiota”.

*

Thomas Carlyle: “Ensine um papagaio os termos ‘oferta e demanda’’ e você terá um economista”.

*

Arte Buchward: “Um economista é um homem que conhece centenas de maneiras de fazer amor, mas não conhece uma única mulher”.

*

Mark Twain: “Eu não sou economista. Eu sou um homem honesto”.

*

Georges Pompidou: “Das várias maneiras para se atingir o desastre, o jogo é a mais rápida; as mulheres, a mais agradável; e consultar economistas, a mais segura”.

Experts/especialistas:

Anônimo: “Um expert é uma opinião; dois experts são uma contradição; três experts é uma confusão”.

*

Francis Blanche: “Um camelo é um cavalo desenhado por uma comissão de experts”.

*

André Santini: “Os experts nasceram de grandes necessidades que tinham de si mesmos”.

*

George Bernard Shaw: “O especialista é um homem que sabe cada vez mais sobre cada vez menos, e por fim acaba sabendo tudo sobre nada”.

Filósofos:

Cícero: “Não há cretinice que já não tenha sido escrita por um filósofo”.

*

André Gide: “Quando um filósofo completa uma resposta, ninguém mais se lembra de qual foi a pergunta”.

*

Bertrand Russell: “O truque da filosofia é começar por algo tão simples que ninguém ache digno de nota e terminar por algo tão complexo que ninguém entenda”.

Escritores:

Robert Benchley: “Levei quinze anos para descobrir que não sabia escrever, mas aí já não podia parar – tinha ficado famoso demais”.

*

John Fowles: “Ultimamente, as palavras andam tomando uma surra dos escritores”.

*

Samuel Johnson: “Ninguém, a não ser um idiota, escreve sem ser por dinheiro”.

*

Virgínia Woolf: “Nada me faria ler qualquer romance, exceto a necessidade de ganhar dinheiro escrevendo sobre ele. Detesto romances”.

Funcionário público:

Pierre Karch: “Um funcionário público que reconhece a sua inutilidade merece o nosso respeito”.

*

Ambrose Bierce: “Excesso de trabalho. Grave distúrbio que afeta altos funcionários públicos quando querem pescar”.

*

Jilly Cooper: “Funcionários públicos nunca devem tomar café depois do almoço. Faz com que percam o sono à tarde”.

*

Breno Masure: “Depois de cometer um grande erro, o gato sobe na árvore. E o funcionário público na hierarquia”.

*

Jean Martet: “Os funcionários públicos são os melhores maridos: não apenas voltam cedo e descansados para casa, como já leram o jornal”.

Dentistas:

Ambrose Bierce: “Dentista: Conjurador que ao colocar metal na boca, rouba as moedas do seu bolso”.

*

Hyppolyte Domont: “O dia mais perdido de um dentista é aquele que ele não tem uma cárie para colocar nos dentes”.

Jornalistas:

Malcolm X: “Se você não cuidar, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo”.

*

Tom Wolfe: “Só existem duas maneiras de fazer carreira em jornalismo: construindo uma boa reputação ou destruindo uma”.

*

Lord Northcliffe: “Jornalista é alguém que deve explicar aos outros o que ele mesmo não entendeu”.

*

Adlai Stevenson: “Um editor de jornal é alguém que separa o trigo do joio – e imprime o joio”.

*

Antonio Gramsci: “Os jornalistas, que se consideram escritores, filósofos, artistas, também se consideram os ‘verdadeiros intelectuais’”.

Médicos:

Barão de Itararé, desaconselhado pelo pai quando disse que ia fazer o curso de Diteito: “Meu filho, para que um advogado tenha boa clientela é preciso muito talento. A um médico, basta assinar receitas e atestados de óbito”.

*

Voltaire: “A arte da medicina consiste em distrair o paciente enquanto a Natureza cuida da doença”.

*

Napoleão Bonaparte: “No dia do Juízo Final, os médicos terão de responder por mais vidas do que os generais”.

*

George Bernard Shaw: “A reputação de um médico se faz pelo número de pessoas famosas que morrem sob os seus cuidados”.

*

Augusta Dubsky Ponte: “Como o médico é feliz! Seus erros a terra cobre”.

Psicanálistas, psicólogos e psiquiatras:

Jean Nohain: “A psicologia é a ciência que ensina coisas que você já sabe em termos que você não entende”.

*

S. Kent: “Psiquiatria: o único negócio em que o freguês nunca tem razão”.

*

Jacques Lacan: “O idiota submetido à psicanálise sempre se torna um canalha”.

*

Jerome Lawrence: “O neurótico constrói um castelo no ar. O psicótico mora nele. O psiquiatra cobra aluguel”.

*

Georges Elgozy: “Psiquiatra: demente que tem como ideia fixa curar outros dementes”.

Cozinheiro:

Thomas Deloney: “Deus nos envia os alimentos e o demônio os cozinheiros”.

*

Chester Anthony: “A moda dos coquetéis antes das refeições foi iniciada por um cozinheiro que queimava o assado”.

*

Blaise Pascal: “A vaidade está tão ancorada no coração do homem que um soldado, um canalha, um cozinheiro, um crocheteiro se vangloria e quer ser admirado”.

Políticos:

José Saramago: “Os políticos são a mentira legitimada pela vontade do povo”.

*

Barão de Itararé: “No Brasil, a vida pública é, muitas vezes, a continuação da privada”.

*

Nietzsche: “Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos”.

*

Otto Lara Resende: “Política é a arte de enfiar a mão no excremento”.

*

Henry Kissinger: “Noventa por cento dos políticos dão aos dez por cento restantes uma péssima reputação”.

*

Nikita Krushev: “Os políticos são os mesmos em toda parte. Prometem até construir uma ponte onde não há rio”.

Publicitários e marqueteiros:

Stephen Leacock: “A publicidade pode ser descrita como a ciência de prender a inteligência humana o tempo suficiente para lhe arrancar algum dinheiro”.

*

Philippe Bouvard: “O comercial está para o produto assim como o sexo para o amor. Um não tem necessariamente a ver com o outro”.

*

David Ogilvy: “Quase todos os grandes publicitários são analfabetos. Saber escrever é uma desvantagem nesse ramo, já que a maioria dos fregueses são donas-de-casa ignorantes”.

*

Edgar Shoaff: “A propaganda é a arte de contar mentiras completas a partir de meias verdades”.

Músicos/música:

Noël Coward: “A força da música vagabunda é extraordinária”.

*

Millôr Fernandes: “Se todos os seres humanos tivessem ouvido realmente apurado, nenhum idiota teria coragem de inventar o acordeão”.

*

George Bernard Shaw: “Minha objeção aos instrumentos de sopro é a de que eles prolongam a vida de quem os toca”.

*

Júlio Medaglia: “O rock é a Aids da música”.

Empresários, empreiteiros, negociantes...:

Paul Valéry: “Um empresário é um cruzamento entre um dançarino e uma máquina de calcular”.

*

Meneghetti: “O comerciante é um ladrão com paciência”.

*

Jornal O Planeta Diário: “O empreiteiro habita o Cerrado e alimenta-se de negociatas e concorrências fraudulentas. Sua dança típica, a propina, é muito rica e interessante e, como nas danças de são João, antes de começar é preciso formar uma quadrilha”.

*

Baudelaire: “Para o comerciante, até a honestidade é uma especulação financeira”.

*

Alexandre Dumas: “Nos negócios não existem amigos, apenas clientes”.

*

Jean-Luc Godard: “É difícil traçar a linha entre negócios e roubo”.

*

Katharine Whitehorn: “Do ponto de vista comercial, se o Natal não existisse, teria sido necessário inventá-lo”.

Usineiros:

Fernando Pessoa Ferreira: “Usineiros são empresários subsidiados pelo Estado para transformar cana em uísque escocês”.

*

União Geral dos Trabalhadores (UGT), em 2010: “O BNDES vai emprestar dinheiro (capital de giro) aos bonzinhos usineiros brasileiros, aqueles que ainda estão na idade da pedra em termos de relações de trabalho”.

*

O Antagonista (em abril de 2018): “Enquanto o trololó do STF corre solto para livrar Antônio Palocci, os usineiros esfregam as mãos porque vão começar a receber precatórios bilionários por terem sido ‘prejudicados’ pelo congelamento de preços na década de 1980”.

Estilistas

Karl Weber: Um louco pode fazer mais loucos. Um estilista pode fazer milhões.

*

George Bernard Shaw: “A moda, afinal, não passa de uma epidemia induzida”.

Missionários, padres, pastores...

Anônimo: “Jesus é o caminho. Edir Macedo, o pedágio”.

*

Oscar Wilde: “Deus, em Sua infinita misericórdia, manda de vez em quando um missionário gordinho para alimentar canibais pobres e subnutridos”.

*

Napoleão Bonaparte: “A religião é aquilo que impede os pobres de matarem os ricos”.

*

Blaise Pascal: “Os homens jamais fazem o mal tão completamente e com tanta alegria como quando o fazem a partir de uma convicção religiosa”.

*

Lenny Bruce: “A cada dia, mais e mais pessoas estão se afastando da igreja e se voltando para Deus”.

*

Anônimo: “Templo é dinheiro”.

**Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

QOSHE - Contra todas as profissões - Mouzar Benedito
menu_open
Columnists Actual . Favourites . Archive
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Contra todas as profissões

7 15
30.01.2024

Tem gente que odeia alguma profissão e pessoas que a praticam. Vale pra todas. Se você tem uma profissão que considera que “só faz o bem”, não pense que está livre de ódios. Vimos recentemente manifestações de ódio contra a ciência e os cientistas. Eles mesmos odeiam professores também. Vi que agronegociantes, que plantam para exportar e lucrar muito, manifestando ódio contra produtores de alimentos para o povo, principalmente quando esses produtores se dedicam a produzir alimentos saudáveis.

Se a gente procurar “defeitos” nas profissões e nos profissionais, tenha certeza: vai encontrar muitos. Há uns tempos comecei a coletar frases falando mal de alguma profissão e alguns profissionais. Se me dedicasse mais a isso, acharia milhares. Aliás, sem pesquisar muito, achei.

Podia usar mais de cem falando mal da profissão que mais pratiquei, jornalista. E advogado? E empresário? E médico? Eu sobrevivo desde criança graças à medicina, mas muita gente teve experiências ruins com médicos. Então, falam mal deles indiscriminadamente, sem ressalvas. No Pasquim, chamavam os médicos de “máfia de branco”. Eu encontrei médicos ruins também, mas encontrei muitos bons, competentes e humanistas. Mas assim como incluí frases falando mal da minha própria profissão, incluo umas sobre eles também.

Mas saibam: todas essas profissões odiadas por alguns, são admiradas e amadas por outros. Só que minha intenção aqui é colocar exclusivamente frases críticas. Então, que ninguém se sinta melindrado por elas.

Ah... Muitos podem perguntar, por que não pegou frases falando mal de arquiteto, de motoboy, operador de telemarketing, pedagogo, pedreiro, barbeiro, farmacêutico, pescador, taxista, piloto de avião, modelo, caminhoneiro, garçom etc. etc. etc.? Poderia, não há profissional livre de xingamentos. Mas este texto que já está grande demais precisaria ser multiplicado por não sei quanto, né? Quem sabe continuo algum dia?

Sobre bancos e banqueiros

Barão de Itararé: “Banqueiro é um cavalheiro que nos empresta o guarda-chuva quando brilha o sol e no-lo pede de volta quando começa a chover”.

*

Mark Twain: “Bancos são instituições que pedem o seu relógio para lhe dizer as horas – e não devolvem”.

*

Bertolt Brecht: “O que é assaltar um banco, comparado com fundar um banco?”.

*

Eu: “Banqueiro dos bons / não morrem de amores / por ladrões amadores”.

*

Guerra Junqueiro: “No cofre do banqueiro dormem pobrezas metalizadas”.

Engenheiros:

Albert Einstein: “Originalmente, eu deveria me tornar um engenheiro, mas a ideia de ter que gastar minha energia criativa em coisas que tornam a vida prática cotidiana ainda mais refinada, com um ganho de capital repugnante como objetivo, era insuportável para mim”.

*

Scott Adams: “Os engenheiros gostam de resolver problemas. Se não houver problemas facilmente disponíveis, eles criarão os seus próprios problemas”.

*

Dr. AR Dykes: “Engenharia é a arte de modelar materiais que não podemos analisar com precisão, de modo a resistir a forças que não podemos avaliar adequadas de tal forma que o público não tenha motivos para suspeitar da nossa ignorância”.

*

Um arquiteto (machista, né?): “Foi engenheiro que projetou a mulher. Pôs a área de lazer pertinho do esgoto”.

Advogados

Sofocleto: “O bom do Juízo Final é que será sem advogados”.

*

Eric Ambler: “Para que serve um advogado honesto quando o que você precisa é de um advogado desonesto?”.

*

Jeremy Bentham: “Advogados são as únicas pessoas cuja ignorância da lei não é punica com cadeia”.

*

J. P. Morgan: “Não preciso de advogados para me dizer o que não devo fazer. Eu os contrato para me dizer como fazer o que quero fazer”.

*

Will Rogers: “Faça um crime compensar: torne-se um advogado”.

Artistas plásticos

Samuel Butler: “Qualquer idiota é capaz de pintar um quadro, mas só um gênio é capaz de vendê-lo”.

*

Al Capp: “A arte abstrata é um produto dos incompetentes, vendida pelos inescrupulosos e comprada pelos imbecis”.

*

Pablo Picasso: “Toda criança é um artista. O problema é o como manter-se artista depois de crescido”.

Burocratas:

Wood Allen: “Os burocratas existem para........

© Revista Fórum


Get it on Google Play