We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Aceitemos a realidade… a acupuntura não funciona

6 4 77
10.07.2020

Apesar de toda a propaganda na promoção desta técnica terapêutica, sabemos há décadas que a acupuntura não funciona. Banida em 1822 pelo Imperador Chinês Dao Guang, ressurgiu com força em 1949 pela mão de Mao Zedong como uma forma de afirmação da cultura chinesa. É mais que sabido, pelos registos do médico de Mao Zedong, que ele não acreditava na acupuntura e recusava os tratamentos tradicionais, insistindo em ser tratado pela “Medicina Ocidental” quando se encontrava doente.

Na realidade, aquilo que é considerada “acupuntura” nos dias de hoje é muito diferente da terapia “milenar” que supostamente a iniciou. Os primeiros textos médicos chineses não referem a sua existência. A menção mais antiga que existe acerca da utilização de agulhas, segundo Paul Unschuld, é de 90 a.C., mas refere-se à utilização de agulhas grandes ou lancetas feitas de osso e pedra para lancetar abcessos, realizar cauterizações ou sangrias. Os primeiros diagramas das linhas no corpo referentes à acupuntura correspondem, na realidade, às veias que são visíveis e não aos “meridianos” ou canais de fluxo de energia. Supostamente seriam guias para a execução de sangrias.

O primeiro registo ocidental sobre a acupuntura conforme é conhecida hoje em dia é de Wilhelm Ten Rhijn, em 1680. Não há descrição de pontos de acupuntura. Apenas refere que agulhas grandes e douradas eram introduzidas no crânio ou no “baixo ventre” e deixadas lá durante 30 respirações.

Apesar disso, Mao Zedong foi brilhante na forma como promoveu a acupuntura e a restante Medicina Tradicional Chinesa. Juntando várias “Medicinas Tradicionais Chinesas” e fazendo revisionismo histórico, conseguiu transformar práticas tradicionais dispersas e contraditórias em algo coerente.

Um dos nomes mais importantes nesta transformação foi Cheng Dan´an, médico que estudou no Japão e que propôs a recuperação da acupuntura, já que a sua ação poderia ser explicada pela neurologia. Tendo como base o conhecimento de anatomia e fisiologia, Dan’an reposicionou os pontos desviando-os dos vasos sanguíneos e por forma a coincidir com as vias nervosas. Ou seja, os pontos de acupuntura atuais não são os pontos tradicionais........

© PÚBLICO


Get it on Google Play