We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

O Parque das Nações vai a votos?

5 2 21
23.09.2021

A democracia é uma sombrinha útil que dá para tudo e o seu contrário. Protege os que servem e os que dela se servem, é um facto que nem mesmo os regimes mais antidemocráticos desgostam da palavra «democracia». O mesmo pode ser dito para a liberdade de expressão. Sem esta liberdade é impossível denunciar a falta de outras, assim, quando a liberdade de expressão cai, as outras liberdades caem com ela. Democracia e liberdade de expressão são, portanto, as duas sombrinhas úteis de se manterem na eventualidade de existirem opositores. Mas mesmo em campanha autárquica, Mário Patrício, atual presidente da junta de freguesia do Parque das Nações, vai procurando não as utilizar.

Os 22 mil fregueses que compõem a freguesia contarão uns minutos a menos na participação democrática do próximo dia 26 – serão apenas os instantes entre o preenchimento do boletim de voto e a urna. Será assim porque a Junta do Parque das Nações determinou que seria dispensável organizar um debate com intervenções públicas, aliás, deixando bem claro o seu desdém uma segunda vez, ao ignorar o convite para participar num debate promovido pelos restantes candidatos.

Não pertenço a nenhum partido, nem integro listas autárquicas. Sou um eleitor do Parque das Nações profundamente insatisfeito pela forma como a Junta conduziu estas eleições, pois, no cenário........

© Observador


Get it on Google Play