We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

‘A mim, tigres da Malásia!’ /premium

2 7 0
29.04.2019

O domingo da Páscoa decorreu tranquilo, naquele alegre sobressalto com que sempre chega a boa nova da ressurreição de Jesus Cristo. Nada nem ninguém podia prever que, dois dias depois, a morte ceifaria a vida do Dr. Eduardo Manuel Bruno da Costa.

No dia do seu passamento, 23 de Abril último, o Dr. Carlos das Neves Martins, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), emitiu uma expressiva nota de pesar: “O Dr. Eduardo Bruno da Costa fundou a Oncologia no Hospital de Santa Maria e no Hospital Pulido Valente, e liderou a Oncologia no Hospital de Santa Maria até 2003, sendo reconhecido pelos seus pares como um dos médicos mais brilhantes no tratamento do cancro”.

A nota não refere, contudo, que já reformado, quis continuar a prestar serviços clínicos, mas no âmbito do Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, Amadora-Sintra, até poucos anos antes do seu falecimento, com oitenta e cinco anos de idade. Mesmo quando já não tinha essa obrigação profissional, quis continuar a pôr a sua muita sabedoria e experiência à disposição de inúmeros colegas e doentes: o trabalho era uma sua paixão dominante.

“Quem foi seu doente ou familiar de doente – recorda a nota emitida pelo Conselho de Administração do CHULN – sabe bem a dedicação que o Dr. Bruno da Costa tinha por quem lhe confiou a vida. O Serviço de Oncologia muito deve ao seu Mestre e foram muitos os médicos formados pelo Dr. Bruno da Costa como Oncologistas e que continuaram o seu trabalho no CHULN” e não só.

Devo à sua perícia e amizade a atempada percepção de um derrame cerebral que eu, dada a minha ignorância clínica e natural despreocupação, supusera ser apenas uma enxaqueca. Graças ao seu saber e cuidado, dei entrada no hospital já com o diagnóstico feito e pude recuperar inteiramente desse acidente vascular que, com a ajuda de Deus e a competência e dedicação do pessoal médico e de enfermagem dos Hospitais de São Francisco Xavier e........

© Observador