We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Para que servem políticos irresponsáveis? /premium

3 10 0
06.05.2019

1. A crise-política-que-não-vai-chegar-a-ser-crise-política revela uma vez mais que a classe política ainda não tomou consciência dos perigos que cada vez mais levam os eleitores a afastarem-se das democracias liberais. Se não vejamos o espetáculo indecoroso dos últimos dias:

Repito: foi tudo mau demais. Houve, contudo, uns piores do que outros.

Rui Rio e Assunção Cristas são, definitivamente, aqueles que mais perdem em termos de credibilidade e autoridade. Perante o seu eleitorado natural e, principalmente, perante o centro político que querem representar.

Rio, por exemplo, criticou António Costa (pela primeira vez e logo num tom violentíssimo), onde só faltou compará-lo diretamente a José Sócrates. Acusou o primeiro-ministro de praticamente todos os pecados políticos possíveis: recordou o passado dos Governos Sócrates, aludiu à vitória do “poucochinho” perante António José Seguro, à derrota eleitoral em 2015 contra a coligação PSD/CDS, aos mais de 100 mortos nos incêndios, ao roubo de Tancos e até ao acidente de Borba. Para quem nunca atacou diretamente Costa e detesta fazer a chamada política dos casos, a reação de Rio deixa claro o seu desespero político.

Já Cristas, está em modo de controlo de danos desde sexta-feira mas com pouco sucesso, colocou em causa a sua imagem de verdadeira líder de oposição. Ver Ana Rita Bessa (deputada do CDS na Comissão de Educação) em negociação com a extrema-esquerda mata todo o discurso do CDS de ser a verdadeira alternativa ao Governo por ser o único que rejeita negociações com a Geringonça — no todo ou em parte.

Independentemente dos números sobre os custos e........

© Observador