We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Português, com muita honra e orgulho

2 5 0
14.06.2019

A 10 de Junho de 2019 celebrou-se o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Uma data marcada por discursos que, como decorre da lei da vida, o tempo não tardará a varrer para o esquecimento. Por mais elogiados ou criticados que sejam no curto prazo. A regra convive sempre mal com a exceção.

Como o espaço para a novidade não foi grande, mesmo quando, à primeira vista, não deu essa sensação, não me debruçarei sobre os discursos oficiais. Porém, já não poderei deixar passar em claro um tweet da líder bloquista. Afinal, a moda criada por Trump também já faz escola por terras lusas.

Ora, foi precisamente sobre a gesta lusa – a expansão – que a líder do Bloco de Esquerda decidiu pronunciar-se. Na ausência de palco oficial, a rede serviu para transmitir a ideia sobre qual deveria ter sido o conteúdo dos discursos. Deveriam, na ótica bloquista, ter servido para “reconhecer a enorme violência da expansão portuguesa, a nossa história esclavagista, a responsabilidade no tráfico transatlântico de escravos”.

Virá o dia em que os discursos oficiais serão capazes de reconhecer a enorme violência da expansão portuguesa, a nossa história esclavagista, a responsabilidade no tráfico transatlântico de escravos. Até podia ser num #10deJunho. Mas ainda não foi........

© Observador