We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Mesmo quem não usa a gola, já ficou a arder /premium

2 10 0
30.07.2019

A Protecção Civil resolveu distribuir kits de auto-protecção às populações mais ameaçadas pelos incêndios. Para escolher o fornecedor, consultou uma empresa de bordados, uma de programação informática, outra de comércio de electrodomésticos, uma de vestuário e uma de turismo de aventura. Talvez por estar ligada a actividades radicais, esta última arriscou enveredar por uma área com a qual não tem qualquer ligação e foi a única a responder, ganhando o concurso público. Entretanto, soube-se que quem recomendou esta empresa foi o agora ex-adjunto do Sec. de Estado da Protecção Civil. Pelos vistos, trata-se de um prodigioso vidente, pois adivinhou que a melhor empresa para fornecer material de protecção contra fogos é uma agência de viagens que organiza safaris e excursões de montanhismo. Agora que saiu do Governo, pode ir ler a sina para uma feira.

À primeira vista, para aceitar uma encomenda completamente fora do âmbito da sua actividade, o dono da empresa parece ser um aventureiro, até se saber que é casado com uma autarca do PS. Em Portugal, isso diminui bastante o risco. É o equivalente a saltar com sete paraquedas e três cordas de bungee jumping, de um avião acabado de aterrar.

O kit foi apresentado pelo Governo como media de protecção, no âmbito do programa “Aldeia........

© Observador