We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Tratar os portugueses como estúpidos /premium

4 16 0
14.07.2019

Muitos políticos portugueses gostam de tratar os portugueses como se fossem estúpidos. A semana que passou mostrou três casos.

1. O PS, o PCP e o BE querem convencer os portugueses que houve um acordo sobre a Lei de Bases da Saúde. Os três partidos continuam a discordar sobre as PPPs, a questão central da legislação, mas combinaram dizer aos portugueses que tinham feito um “acordo”. No dia seguinte, Catarina Martins andou nas ruas a dizer que as PPPs tinham acabado. O ministro das Finanças, por outro lado, afirma que não acabaram. Centeno sabe o que é gerir as finanças públicas e também sabe que as PPPs poupam dinheiro aos portugueses, mantendo serviços de qualidade. Ou seja, está tudo como estava antes do anúncio do “acordo”.

Mentiras como esta prejudicam a qualidade da democracia. Será que os dirigentes do PS não percebem o elementar? Os comunistas e os bloquistas não se importam porque o seu objectivo é destruir a democracia portuguesa. Mas o PS deveria ter mais cuidado. Seria muito mais saudável, politicamente, se o PS fizesse a campanha eleitoral assumindo as divergências com as extremas esquerdas e defendendo as vantagens das PPPs na saúde. É isso que muitos dirigentes socialistas pensam em privado. Por que razão não o defendem em público?

2. Alguns dirigentes socialistas e sobretudo os seus amigos da comunicação social voltaram a insistir que António Costa foi convidado para um cargo na União Europeia mas recusou, explicando que a sua prioridade é governar em Portugal. Mais um caso em que Costa e os seus camaradas querem fazer dos portugueses estúpidos. Costa não foi convidado para nada, e é fácil de demonstrar. Nas discussões no Conselho Europeu só houve dois pacotes de nomeações seriamente consideradas. No primeiro pacote, o socialista holandês, Timmermans,........

© Observador