We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

João Félix (e youth league) /premium

1 9 0
19.05.2019

A primeira escolha consciente da minha vida foi ser portista. Fiz e desfiz muitas outras desde então, mas essa ficará comigo para sempre. Continuo a gostar e a sofrer pelo Porto passados muitos anos, e talvez esteja pior com a idade. O Porto já me deu algumas desilusões, mas as alegrias superam, e muito, as tristezas. Como qualquer portista que se preze, detesto o Benfica. Detesto tudo o que o Benfica representa: a mania que se confundem com Portugal, as desculpas que dão quando perdem. Nunca ouvi um adepto do Benfica dar os parabéns a uma vitória do Porto, reconhecer que o Porto é superior. Quando perdem e o Porto ganha, é por causa dos árbitros, da fruta, e mais mil e uma coisas. Quando ganham os benfiquistas são os reis da arrogância. Quando perdem, queixam-se mais do que os sportinguistas. Não imaginam a quantidade de benfiquistas que conheço que “já não ligavam ao futebol” durante os anos do penta (e penta só há um, o do Porto e mais nenhum). Agora, são os maiores fanáticos do Benfica. Até a cor, aquele encarnado, é detestável. Não tenho carro há uns anos e alugo sempre que vou a Portugal. Na agência de aluguer, já sabem que só tenho uma condição: carros encarnados, nunca.

Este campeonato foi o que mais me custou perder. Tivemos sete pontos de avanço e quase 20 jornadas na frente do campeonato. Quem desperdiça isto tudo, não merece ser campeão. Pior, estando em primeiro lugar, perdemos com o Benfica no Dragão. Foi esse jogo que decidiu o........

© Observador