We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Boris Johnson /premium

6 6 0
16.06.2019

Boris Johnson ganhou a primeira ronda das eleições para a liderança do Partido Conservador com mais votos do que os somados pelos segundo (Jeremy Hunt), terceiro (Michael Gove) e quarto (Dominic Raab) classificados. Tendo em conta que a maioria dos candidatos Tories são a favor do Brexit, grande parte desses votos será transferidos para Boris. Ou seja, o antigo Mayor de Londres tem o lugar praticamente garantido na eleição entre os dois mais votados, na última fase quando votam todos os filiados no partido. As sondagens indicam que nas diretas Boris ganha a qualquer outro conservador. Ou seja, só um acontecimento absolutamente inesperado é que poderá evitar a vitória de Boris Johnson. Até poderá acontecer, se a diferença entre Boris e os restantes candidatos aumentar bastante, que nem sequer haja diretas. Nesse caso, Boris Johnson seria líder e PM britânico antes do fim do mês (se houver diretas será antes do fim de Julho).

A possibilidade da vitória de Boris Johnson alarma toda a esquerda britânica (e europeia, incluindo a portuguesa) e, aparentemente, deixa Bruxelas e os líderes europeus inquietos. Com Boris a PM, a maioria dos observadores dá o “hard Brexit” como garantido. É uma possibilidade real, mas não estou certo que assim aconteça. Boris Johnson é um político oportunista, sem grandes princípios, mas muito pragmático (no nosso país seria considerado muito habilidoso). Desde muito jovem, Boris sonha com o lugar de PM (lembra alguém?), e aproveitou a realização do referendo para defender a posição que lhe garantisse chegar ao n.10. Calculou que a defesa do........

© Observador