We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Descomplicar Portugal

3 19 0
04.10.2019

Quase um em cada dois euros produzidos pelos portugueses vão para o Estado. Temos hoje um Estado obeso, com tentáculos em quase todos os campos da nossa vida, que vive à custa de uma carga fiscal em máximos históricos.

Criou-se em Portugal a ideia errada de que a solução liberal de cortar o peso do Estado para fazer a economia crescer implicaria cortar nos serviços essenciais. Mas, se é esse o caso, como é que países como a Holanda e a Irlanda, com melhores serviços e níveis de vida do que nós, têm níveis de despesa mais baixos que o nosso? A verdade é que há muitas coisas no Estado que é preciso desconstruir. Há muito onde se pode cortar para poupar dinheiro aos contribuintes e fazer a economia crescer. É urgente libertar os contribuintes da opressão fiscal e os empresários da asfixia burocrática que há em Portugal. É preciso descomplicar Portugal.

Em todas as eleições os partidos apresentam programas eleitorais. Para todos os problemas os partidos do sistema propõem construções: criar mais uma taxa, mais um imposto, mais uma empresa pública, mais um instituto ou mais um organismo. Estas entidades que são criadas para resolver........

© Observador