We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

A incompetência da DGS na abertura do ano lectivo /premium

4 17 45
23.09.2021

Eis a pergunta que ecoa na cabeça de milhares de directores, professores e famílias: se o pessoal docente e não-docente está vacinado contra a Covid-19, se há testagens regulares e se até uma grande maioria dos jovens a partir dos 12 anos está também vacinada, por que razão se continua nas escolas a seguir as mesmas medidas sanitárias de Março, com professores e turmas inteiras enviados para casa quando se detecta um caso positivo, inclusivamente quando até às crianças mais novas se exige que andem de máscara? A resposta é simples: porque a DGS deixou o ano lectivo começar sem actualizar as suas normas.

Por exemplo, as medidas de saúde pública no rastreio dos contactos não reconhecem os elevados níveis de vacinação em Portugal, nem distinguem entre vacinados e não-vacinados. Ou seja, estar-se ou não vacinado é indiferente para a actual avaliação das autoridades públicas sobre os riscos de........

© Observador


Get it on Google Play