We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

O sonho de Portugal é fingir que é um país /premium

2 19 0
19.10.2019

O melhor de Portugal? Não, não são as praias, nem o clima, nem a gastronomia, nem sequer a indústria das rotundas. O melhor de Portugal são aqueles instantes em que se esforça por simular a aparência de uma nação a sério e acaba a demonstrar espectacularmente que não passa de um equívoco. É como o saltador à vara que promete recordes e se limita a correr de cabeça contra o colchão, sem vara e sem juízo: temos uma vaga noção do que importa fazer; não temos noção nenhuma dos meios e dos métodos necessários para chegar lá. Nem temos vontade. Em “Seinfeld”, o sonho de George Costanza não era ser arquitecto, mas fingir que era arquitecto. O sonho recorrente de Portugal é fingir que é um país.

A título de exemplo recente, podia falar da “inauguração” das “obras” da ala pediátrica do hospital de São João, que o dr. Costa apadrinhou com pompa, descaramento e demagogia dois ou três antes das “legislativas”. Agora, toda a gente sabe que o projecto, que o governo do dr. Costa suspendeu em 2016 e adiou repetidamente, continua a prosperar apenas nos “media” que divulgam estas rábulas sem escrutínio. Não há obras e não há........

© Observador