Um conjunto de bons ingredientes não garante um prato bem confecionado. É preciso esperar pelo andamento da temporada para perceber quem ganhou e perdeu com o mercado.

Com o fecho do mercado de transferências, as mesas dos consumidores de futebol encheram-se de saladas de análises para todos os gostos, mas as sentenças em relação aos ganhos e perdas de qualidade dos plantéis exigem prudência.

Nem sempre mexer muito os ingredientes é bom. E se os títulos fossem atribuídos por decreto e na proporção dos investimentos a 1 de setembro, o Benfica, que gastou 64 milhões de euros, não teria precisado de sofrer tanto para vencer o Vizela, e com um penálti aos 90"+9". Os encarnados, por agora, só podem festejar o título das compras. O FC Porto investiu menos, pouco mexeu e não adquiriu o tal médio "box-to-box" que os adeptos desejavam.

QOSHE - Mercado fechado, época em aberto - Vítor Santos
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Mercado fechado, época em aberto

7 0 1
03.09.2022

Um conjunto de bons ingredientes não garante um prato bem confecionado. É preciso esperar pelo andamento da temporada para perceber quem ganhou e perdeu com o mercado.

Com o fecho do mercado de........

© O Jogo

Get it on Google Play