We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

A utopia francesa e o forrobodó lusitano

2 0 3
08.12.2018

Os protestos de Paris vieram pôr a nu a fragilidade das democracias europeias e poderão conduzir a Europa a um caminho sem saída. Supostamente, não há nenhuma organização por detrás das manifestações, mas a caldeirada que se cozinha nas ruas da capital francesa incluem grupos com interesses e visões completamente antagónicas da vida. As exigências dos franceses e demais habitantes do país obrigam-nos a pensar na pequenez que é Portugal. Senão vejamos: os coletes amarelos exigem pensões mínimas de 1200 euros – se olharmos para Portugal não sabemos se havemos de rir ou chorar –; salário mínimo de 1300 (por cá ainda discutimos os 600...); proibir a construção de hipermercados para defender o pequeno comércio; proibir a deslocalização de fábricas; a nacionalização dos setores do gás e da eletricidade; e, indo mais longe,........

© Jornal SOL