We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Carta às Escolas e Universidades

2 1 1
25.10.2021

Carta às Escolas e Universidades

Carta às Escolas e Universidades

Paulo Ferreira 25/10/2021 16:30

Facebook Twitter LinkedIN WhatsApp Messenger Email

Atualmente, a humanidade vive essencialmente nesta divisão. As escolas e universidades têm sido o local para transferir e adquirir conhecimento, enquanto que a transformação do ser humano e da sua vida quotidiana tem acontecido, sobretudo, fora deste ambiente escolar. Contudo, estas duas vertentes estão intimamente ligadas, pelo que faria todo o sentido ocorrerem em conjunto nas escolas e universidades.

Por Paulo Ferreira, Professor Catedrático do Instituto Superior Técnico

Quase todos nós, enquanto pais, sentimos uma grande dose de responsabilidade para com as nossa famílias. Neste sentido, os pais procuram proporcionar através do ensino uma vida melhor aos seus filhos. Assim, as escolas e universidades tornam-se durante grande parte da vida o local onde os alunos crescem, se desenvolvem e estabelecem os alicerces para o seu futuro. As escolas e universidades são assim uma segunda casa onde educadores assumem um papel de grande responsabilidade.

Esta questão da responsabilidade deve ser compreendida verdadeiramente. A palavra responsabilidade está relacionada com a palavra em latim respondere, que significa "responder”. Ou seja, um educador responsável tem o dever de responder pela educação que transmite aos seus alunos. Neste contexto, devemos perguntar qual a função do educador. Será apenas ensinar matemática, física, ou qualquer outra disciplina, ou também despertar no aluno outras competências?

Atualmente, a humanidade vive essencialmente nesta divisão. As escolas e universidades têm sido o local para transferir e adquirir conhecimento, enquanto que a transformação do ser humano e da sua vida quotidiana tem acontecido, sobretudo, fora deste ambiente escolar. Contudo, estas duas vertentes estão intimamente ligadas, pelo que faria todo o sentido ocorrerem em conjunto nas escolas e universidades. Para isso devemos perguntar o que ensinamos e o que aluno está a aprender. Ou ainda, o que significa aprender.

Para responder a estas questões pertinentes, é fundamental ter em consideração que o papel do educador existe para ajudar a estabelecer na sociedade as gerações futuras. Sendo assim, o que se ensina e o que se aprende tem que ser mais do que ter de ganhar a vida, conseguir um emprego, garantir segurança financeira e projectar a carreira profissional. Estas são questões inteiramente legítimas mas temos que ambicionar mais.

Desde o........

© Jornal i


Get it on Google Play