We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Implicações do chumbo do orçamento

4 1 9
05.11.2021

A primeira implicação do chumbo da proposta de orçamento para 2022 e das eleições subsequentes é a incerteza política que as rodeia. É muito difícil imaginar que se possa criar uma maioria parlamentar estável na próxima legislatura, que, por isso, dificilmente durará quatro anos.

Se houver uma maioria de esquerda, teremos um cenário semelhante ao actual, com parceiros recém desavindos, entre os quais um acordo será difícil, pelo menos se se mantiverem os actuais protagonistas.

Se a maioria for de direita, haverá o obstáculo do Chega, que, mesmo fora do governo, também se pode revelar um parceiro pouco previsível e ainda menos confiável.

Se não se conhece a solução governativa, por maioria de razão não se consegue prever o novo orçamento, que poderá........

© Jornal Económico


Get it on Google Play