A bola é redonda, dois lados caracterizam-na, o lado de dentro e o lado de fora, a sua circunferência não permite que as "esquinas" escondam as ciladas da hipocrisia. Já o homem, é quadrilátero, leal, justo, falso e ingrato.

O futebol é movido por um antagonismo competitivo feroz, a concorrência aguarda sempre por um desaire, os egos não aceitam uma posição de inferioridade, a amizade é bela até o parceiro lhe morder o calcanhar.

Se o suplente conquistar o lugar ao titular, a semente da intriga inicia o processo do desafio interno, magnetiza-se o desejo de suscitar a falha e o azar do companheiro, é crucial recuperar o lugar de destaque na equipa.

Jogadores e treinadores devem estar sempre atentos às posições hierárquicas que estão acima deles e abaixo deles, perceber quais são os receios de quem está acima e as ambições de quem está abaixo, será sempre a melhor maneira de prevenir e evitar possíveis ataques "sorrateiros".

Contudo, durante a carreira desportiva todos seremos traídos, no final, haverá sempre uma lista de "manhosos" que viverá esquecida no cemitério do infiéis, a bola, mesmo vazia será sempre honesta e fiel, a única capaz de fazer justiça.

*Treinador

QOSHE - O cemitério dos infiéis - Vasco Oliveira
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

O cemitério dos infiéis

5 0 0
05.11.2022

A bola é redonda, dois lados caracterizam-na, o lado de dentro e o lado de fora, a sua circunferência não permite que as "esquinas" escondam as ciladas da hipocrisia. Já o homem, é quadrilátero, leal, justo, falso e ingrato.

O futebol é movido por um antagonismo competitivo feroz, a........

© Jornal de Notícias


Get it on Google Play