Os momentos dramáticos da vida representam-se em paridade com o jogo, instantes de decisão, e transportam o jogador sincronicamente para a dimensão do "ápice". O jogo subsiste no espelho do jogo da vida.

Assim sendo, até os mais serenos e humildes podem ser desafiados pelo "turbilhão" da provação, colocados no tormento do risco ou na sombra da falha. De alguma maneira, tocará o sino do destino, a nossa sina deverá ser materializada pelos nossos atos.

O cenário mais ingrato do futebol é certamente o último penálti, porém, o mesmo pode permitir a tão aclamada ascensão ao "éden". Esta é claramente a ponte com vínculo direto ao paraíso, relembrando que o "inferno" aguarda sempre pelo colapso da ponte.O proclamado é anunciado, a vez dele chegou,

a bola parece ter outro peso na sua mão, ou, talvez ele já esteja a levitar, as garras afiadas da tormenta ou a mão da luz eterna ajustam a bola antes do último suspiro. O encéfalo é inundado por dopamina.

Os segundos que antecedem o apito transfiguram o tempo, o ruído converte-se no silêncio da alma, as súplicas são infinitas, onde estará a minha família? Para que lado devo chutar? Não posso falhar! O árbitro apita, é hora de partir para a bola.. Golo! Desta vez, as redes sossegam o coração de um novo herói.

*Treinador

QOSHE - Último penálti, a guilhotina dos heróis - Vasco Oliveira
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Último penálti, a guilhotina dos heróis

4 0 0
15.10.2022

Os momentos dramáticos da vida representam-se em paridade com o jogo, instantes de decisão, e transportam o jogador sincronicamente para a dimensão do "ápice". O jogo subsiste no espelho do jogo da vida.

Assim sendo, até os mais serenos e humildes podem ser desafiados pelo "turbilhão" da provação, colocados no........

© Jornal de Notícias


Get it on Google Play