We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Os desejos ridículos do ministro da Educação

1 0 0
22.11.2019

Os desejos ridículos do ministro da Educação

Atribui-se a Platão a afirmação de que a burla e o ridículo são as injúrias que menos se perdoam. 22-11-2019 | Francisco Martins da Silva

O ridículo coincide com a burla na negação da seriedade e da credibilidade.
No que se refere à actividade docente, a sociedade e o Ministério da Educação querem, há muito, fazer do ridículo e da burla um objectivo.
Querendo que os professores sejam o que toda a gente sabe que não são, estão a querer fazer deles burlões ridículos. Psicólogos, pedopsiquiatras, mães adoptivas, guardadores, animadores, adivinhos, “educadores especiais”? Quem lhes pode perdoar? São os mesmos que querem esta distorção fraudulenta do papel e do estatuto dos professores que, depois, os desprezam por isso........

© Jornal das Caldas