A menos de dois meses das eleições no Brasil, há uma certeza por aqui: a de que as coisas podem esquentar. Tudo indica que Jair Bolsonaro está preparando um absurdo, um grande absurdo, maior do que tudo o que cometeu até hoje — algo tão impensável que porá contra ele até sectores que ainda o apoiam no Congresso e nas Forças Armadas. Só que fará isto de caso pensado. A intenção é justamente provocar uma medida, vinda não se sabe de onde, que o impeça de concorrer às eleições. Isso insuflará o seu discurso de que só assim, tirando-o do caminho, é que conseguem derrotá-lo. E servirá de chamada à briga de seus violentos seguidores — os quais, graças à campanha armamentista que ele sempre promoveu fanaticamente, detêm hoje um poder de fogo maior que o das Forças Armadas. (Sim, há hoje no Brasil mais armas fora do que dentro dos quartéis.)

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - Matar ou morrer por Bolsonaro - Ruy Castro
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Matar ou morrer por Bolsonaro

4 1 0
14.08.2022

A menos de dois meses das eleições no Brasil, há uma certeza por aqui: a de que as coisas podem esquentar. Tudo indica que Jair Bolsonaro está preparando um absurdo, um grande absurdo, maior do que tudo o que cometeu até hoje — algo tão impensável que porá contra ele até........

© Expresso

Get it on Google Play