“O BESA não sabe a quem emprestou 5,7 mil milhões de dólares. A administração atual acredita que 745 milhões foram parar às mãos de Álvaro Sobrinho. O dinheiro serviu para negócios da sua família e parte chegou a Portugal para finan­ciar o jornal ‘Sol’.”

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - Oito anos depois do saque - Ricardo Costa
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Oito anos depois do saque

4 1 15
29.07.2022

“O BESA não sabe a quem emprestou 5,7 mil milhões de dólares. A administração atual acredita que 745 milhões foram parar às........

© Expresso

Get it on Google Play