Foi interessante assistir à disparidade de reações à morte de José Eduardo dos Santos. Para uns, a ideia do estadista que encerrou 40 anos de guerra e garantiu a paz sobrepôs-se a tudo. Para outros, o dirigente que conduziu uma elite cleptocrata e enriqueceu escandalosamente apagou qualquer qualidade. Em rigor, estas linhas de argumentação apenas prolongam duas visões sobre um país fabuloso e miserável.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - O estadista e o capital - Ricardo Costa
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

O estadista e o capital

4 0 0
15.07.2022

Foi interessante assistir à disparidade de reações à morte de José Eduardo dos Santos. Para uns, a ideia do estadista que encerrou 40 anos de guerra e garantiu a paz........

© Expresso

Get it on Google Play