Não foi a primeira vez que o Presidente francês mostrou preocupação com o que a Rússia possa sentir num momento em que a guerra acabe pela via militar ou na mesa das negociações. Quando discursou em Estrasburgo, a 9 de maio, Emmanuel Macron avisou que a Rússia não podia ser humilhada. Talvez porque ninguém tenha ligado ao apelo, um mês depois repetiu a ideia.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - As leis da física da humilhação - Ricardo Costa
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

As leis da física da humilhação

4 1 5
09.06.2022

Não foi a primeira vez que o Presidente francês mostrou preocupação com o que a Rússia possa sentir num momento em que a guerra acabe pela via militar ou........

© Expresso

Get it on Google Play