Um homem chamou javardo a outro e foi condenado a pagar €2200 de multa e €6 mil de indemnização. Não há dúvida nenhuma de que a vida está caríssima. Em 1881, Alexandre da Conceição propôs, referindo-se a Camilo Castelo Branco, “a ver se amaciamos os lombos hirsutos deste javardo espumante”, e Camilo respondeu, entre outras coisas, “eu peço vénia ao sr. Conceição para o capitular de besta; mas quer-me parecer que me corre mais restrito dever de pedir licença às bestas para lhes chamar Conceições”. O custo desta troca de ideias foi: nenhum. Chamar javardo era grátis no fim do século XIX e custa €8200 no início do século XXI. Temos mesmo de fazer alguma coisa acerca da inflação.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - Uma sentença javarda - Ricardo Araújo Pereira
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Uma sentença javarda

32 16 25
30.09.2022

Um homem chamou javardo a outro e foi condenado a pagar €2200 de multa e €6 mil de indemnização. Não há dúvida nenhuma de que a vida está caríssima. Em 1881, Alexandre da Conceição propôs, referindo-se a Camilo Castelo Branco, “a ver........

© Expresso

Get it on Google Play