We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Só 32 cuidadores precisarão de apoio?

2 0 0
18.09.2020

Para Cristina Capela, uma das primeiras cuidadoras informais em Portugal a receber o novo subsídio de apoio (no seu caso, 328€ mensais, que se somam aos 110,41€ do subsídio por assistência a terceira pessoa), o Estatuto do Cuidador já fez toda a diferença. À jornalista Ana Cristina Pereira falou do “alívio muito grande” que sentiu quando lhe foi finalmente reconhecida esta sua condição – a ela, que cuida do filho com paralisia cerebral - depois de todas as lutas em que participou em 2017, 2018 e 2019.

“Essas pessoas, bem definidas pelo termo 'cuidadores', desempenham um papel essencial na sociedade atual, embora muitas vezes não recebam o reconhecimento ou a remuneração que merecem”. As palavras são de Francisco, o Papa, e foram proferidas há dois dias. Na mesma quarta-feira, a Associação Nacional de Cuidadores Informais explicava o quanto, durante o período da pandemia, os seus associados se têm sentido esquecidos. A centralidade dos cuidados ficou mais evidente que nunca, mas familiares e vizinhos que cuidam de idosos dependentes, de pessoas com deficiência ou de doentes crónicos não tiveram direito a nenhuma alteração estrutural da sua condição, antes sentindo um peso acrescido sem contrapartidas de apoio. Os profissionais de cuidados (da saúde, dos equipamentos sociais, da educação, da assistência pessoal, do apoio domiciliário), por seu turno, também não viram o reconhecimento social das suas funções traduzido em melhorias concretas........

© Expresso


Get it on Google Play