Primeiro foi a ministra do Trabalho a anunciar um projeto-piloto para estudar a possibilidade de se avançar para uma semana de trabalho de quatro dias sem cortes na remuneração. Estudo apenas para o sector privado já que no sector público essa ideia não está sequer a ser equacionada. Dias depois foi o primeiro-ministro a desafiar as empresas a aumentarem o salário médio em 20% nos próximos quatro anos. (Curiosamente a primeira e a segunda medida são iguais no que diz respeito ao impacto na remuneração do trabalho, pois ambas representam o mesmo aumento salarial.)

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - Salários? Arregace as mangas - João Vieira Pereira
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Salários? Arregace as mangas

4 1 49
09.06.2022

Primeiro foi a ministra do Trabalho a anunciar um projeto-piloto para estudar a possibilidade de se avançar para uma semana de trabalho de quatro dias sem cortes na remuneração. Estudo apenas para o sector........

© Expresso

Get it on Google Play