À primeira vista, existem razões para aquele otimismo irritante. Deixemos por momentos de lado as agruras de uma guerra que parece não ter solução à vista. Escolhamos não pensar muito sobre a formalização do pedido de adesão à NATO por parte da Suécia e da Finlândia, que só ajuda a aumentar a impossibilidade de uma solução negociada para o conflito. Relevemos o permanente estrangulamento das rotas normais do comércio internacional, que irá provocar danos presentes e futuros na globalização. Optemos por ignorar o brutal crescimento do preço dos cereais como uma das maiores ameaças à paz em muitas das regiões mais pobres do globo. Desvalorizemos o crescimento do número de infetados numa pandemia que porventura está longe de terminada. Desconsideremos a normalização do anormal preço da energia, da mesma forma como o estamos a fazer com a inflação e o aumento mais do que evidente das taxas de juro.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - A ilusão do oásis - João Vieira Pereira
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

A ilusão do oásis

4 1 0
20.05.2022

À primeira vista, existem razões para aquele otimismo irritante. Deixemos por momentos de lado as agruras de uma guerra que parece não ter solução à vista. Escolhamos não pensar muito sobre a formalização do pedido de adesão à NATO por parte da Suécia e da Finlândia, que só ajuda a aumentar a impossibilidade de........

© Expresso


Get it on Google Play