Talvez seja do período estival. Ou das permanentes gafes políticas que têm sido a marca de água do Governo nos últimos meses, algumas delas suficientemente graves para desconfiarmos que cada membro do Governo ou anda a fazer o que quer ou não sabe o que anda a fazer, ou ambas. Ou até da incapacidade do primeiro-ministro perceber que estamos sentados em cima de uma bomba prestes a explodir e cujo rastilho dá pelo nome de inflação, ao ponto de achar que pode ir de férias e deixar o país à espera de um pacote de medidas salvadoras. Qualquer que seja a razão, a verdade é que o país parece, à semelhança do Governo, estar sem rumo.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - A desgovernação tornou-se endémica - João Vieira Pereira
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

A desgovernação tornou-se endémica

3 2 7
26.08.2022

Talvez seja do período estival. Ou das permanentes gafes políticas que têm sido a marca de água do Governo nos últimos meses, algumas delas suficientemente graves para desconfiarmos que cada membro do Governo ou anda a fazer........

© Expresso

Get it on Google Play