Uma notícia: “Doze pessoas são detidas em Itália após enganarem cerca de 700 pessoas com nação fictícia.”
Prometiam impostos mais baixos e outras facilidades.
Diz a notícia que essa nação inventada, uma ilha que não existia num oceano que apesar de tudo existe, era designada por Estado Teocrático Antárctico de San Giorgio — e, segundo os falsificadores, tinha “soberania e privilégios autónomos ‘em virtude do Tratado da Antártida de 1959’”.
Os falsificadores tratavam de todos os procedimentos “para dar nacionalidade a quem a solicitasse, em troca de entre 200 e 1000 euros”.
Diz a notícia ainda que, além de terem inventado “uma página na internet sobre o Estado, tinham também lançado a publicação de um ‘Diário Oficial do Estado’ e a criação de várias instituições (chefe de Estado, Governo, Tribunal de Justiça, Supremo Tribunal, Delegações Territoriais...).”
Duas pessoas compraram pequenos terrenos nesta nação antárctica.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

Já é assinante? Faça login Assine e continue a ler

Comprou o Expresso?

Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

QOSHE - Notícias, pensamento, vedação electrificada - Gonçalo M. Tavares
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Notícias, pensamento, vedação electrificada

6 2 1
02.09.2022

Uma notícia: “Doze pessoas são detidas em Itália após enganarem cerca de 700 pessoas com nação fictícia.”
Prometiam impostos mais baixos e outras facilidades.
Diz a notícia que essa nação inventada, uma ilha que não existia num oceano que apesar de tudo existe, era designada por Estado Teocrático........

© Expresso


Get it on Google Play