We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Notas à boca das urnas

6 0 16
29.09.2021

As eleições autárquicas são as eleições mais importantes da democracia. Exprimem a auto-administração pelas populações e o grau de maior proximidade da escolha política. Independentemente das diferenças de ideias políticas, por vezes muito acentuadas, são as que mais constroem um ambiente não crispado, nem confrontacional, indispensável ao convívio político e à paz cívica.

Por isso, a primeira nota é sobre a abstenção: subiu mais 1,3% sobre um valor já alto. Agora, 46,3% não foram votar, apesar de repetidos apelos de Presidente da República e vários líderes. É de mais!

Ninguém quis notar um facto inquietante: nas legislativas de 2019, atingimos um nível de abstenção obsceno, superando, pela primeira vez nestas eleições, os 50%. Pois bem, a abstenção destas autárquicas foi pior. Temos de comparar votações em território nacional, pois, nas autárquicas, não há emigração. Assim, a abstenção de 46,3% compara com 45,5% em 2019 para o Parlamento. Conseguiu piorar.

Há várias causas,........

© Diário de Notícias


Get it on Google Play