We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

“É preciso, é urgente acordar! ”

3 0 0
23.09.2021

Ocombate às alterações climáticas é o maior desafio global. A UE tem de fazer a sua parte, mas o desafio só será vencido se todos, e nomeadamente EUA, China e Índia, colaborarem. Temos de ter metas comuns e uma estratégia concertada. É uma questão de solidariedade e sobrevivência. A UE tem de dar o exemplo e, por isso, traçou metas muito ambiciosas. É urgente preparar imediatamente a transição para que haja moderação, gradualismo e a aceitação das medidas pelos cidadãos europeus. O objetivo de reduzir em 55% as emissões até 2030 tem repercussões e mudanças brutais. Muitos empregos serão destruídos e as economias nacionais não serão atingidas da mesma forma. Por exemplo, o custo dos transportes e da energia vai aumentar, mas as implicações não são uniformes: Portugal será mais afetado do que os países do centro da Europa. As exportações e as importações ficarão mais caras.
No início de julho deste ano, a Comissão Europeia apresentou o pacote "fit for 55" (prontos para 55). No total, são 12 propostas, maioritariamente legislativas, para reduzir em 55% as emissões europeias de CO² até 2030. Trata-se de uma concretização do “Pacto Ecológico Europeu”, apresentado pela presidente Ursula Von der Leyen em dezembro de 2019. A lista de matérias cobertas pelo........

© Correio do Minho


Get it on Google Play