We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

“O fantasma de Jack Crawford...”

2 0 0
18.09.2021

No passado domingo, com o Open do Estados Unidos em Nova Iorque terminou o último dos quatro torneios mais importantes do Ténis mundial, depois do Open da Austrália (Melbourne em fevereiro), de Roland Garros (Paris em junho) e de Wimbledon (Londres em julho). Eles compõem o chamado “Grand Slam”, expressão cunhada em 1933 pelo jornalista estadunidense John Kieran para descrever a tentativa, nesse ano, do tenista australiano Jack Crawford de os ganhar todos.
À semelhança de Crawford, também há uma semana o atual número 1 no ranking da Associação de Ténis Profissional, o tenista sérvio Novak Djokovic, falhou esse propósito. Ambos perderam em Nova Iorque, o primeiro jogando ainda na relva do West Side Tennis Club (Forest Hills), tendo sido batido pelo britânico Fred Perry – que nessa altura manteve um tórrido romance com a atriz alemã Marlene Dietrich –, o segundo no USTA Billie Jean King National Tennis Center (Flushing Meadows), derrotado........

© Correio do Minho


Get it on Google Play