We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

“O clima histórico: esbardalhanço...”

4 0 0
13.11.2021

Terminaram ontem, os trabalhos da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, COP26, em Glasgow. Abriu com o mote: “É a última e melhor oportunidade que temos para salvar o planeta!”. Esse estribilho surgiu pela primeira vez, julgo, no título de um artigo de Fred Pearce da edição de 29/05/1992 do New Scientist, mas na forma interrogativa. Tem sido tão matraqueado ao longo de quase 30 anos que acabou, por força da lei do decréscimo do estímulo dada a sua excessiva repetição, numa frase sem força de mobilização.

O evento assemelhou-se a um certame, a uma feira de vaidades políticas, discursos cabotinos, novas áreas de promissores negócios (energias limpas, tecnologias amigas do ambiente, emissões zero, etc.) para o capitalismo verde. Se esta foi, de facto, a nossa derradeira oportunidade, então estamos perdidos. Essa parece ser a única conclusão honesta ao fim dos 13 dias que durou a COP26. Aliás, talvez não faça sentido realizar a COP27, embora suspeite........

© Correio do Minho


Get it on Google Play