We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Luta pelo poder no primeiro escalão atinge, pelo menos, seis ministérios

2 3 0
29.01.2020

RODOLFO COSTA

O fogo amigo ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, tem nome e sobrenome: luta pelo poder. O próprio presidente Jair Bolsonaro admitiu isso, nesta terça-feira (28/1), no Palácio da Alvorada, após retornar de viagem à Índia. O desmembramento da pasta chefiada pelo ex-juiz federal virou alvo de cobiça por políticos, mas não é o único ministério na mira. O Blog apurou que pastas da Saúde, Educação, Casa Civil, Ciência e Tecnologia e do Desenvolvimento Regional são outras ambicionadas.

A Saúde, detentora do maior Orçamento entre as pastas federais em 2020, é alvo da cobiça desde o ano anterior. O titular, ministro Luiz Henrique Mandetta, virou alvo de uma escaldante fritura ao longo de 2019, mas sobreviveu. Ao menos por enquanto, como admite o próprio Bolsonaro. “Sempre falo ‘por enquanto’ para todo mundo. O único que não é ‘por enquanto’ é o (vice-presidente Hamilton) Mourão. O resto todo mundo é ‘por enquanto’”, declarou o presidente da República, nesta terça, em resposta à possibilidade de mudança no comando do Ministério da Educação.

O debate sobre a divisão da pasta chefiada por Moro entre ministérios da Justiça e Segurança Pública surgiu, mas........

© Correio Braziliense