We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Lição esquecida das pesquisas onde Haddad veceu Bolsonaro

3 14 0
03.02.2020

Por Paulo Moreira Leite, do Jornalistas pela DemocraciaO mais recente artigo de Marcos Coimbra publicado no Brasil 247 (31/1/2020) é de uma utilidade rara. Não apresenta uma notícia nova. Apenas recorda uma informação que, num ambiente de relativa amnésia que só ajuda Bolsonaro, pode até parecer grande novidade mas não é.

A nova notícia velha é a seguinte. Em 2 setembro de 2019, quando Bolsonaro completava 9 meses de governo, uma pesquisa Data Folha informava que, se as eleições presidenciais "fossem hoje", Fernando Haddad seria eleito por 42% contra 36% dos votos. Não era um ponto fora da curva. Três meses depois, em dezembro, o próprio Vox Populli, de Marcos Coimbra, chegou a números semelhantes. Haddad venceria Bolsonaro por 41% a 33%.

Estou convencido de que nesse ponto começa um debate importante no Brasil de 2020.

É muito provável que, no país de hoje, analistas, parlamentares e militantes derrotados na eleição de 2018 estejam enxergando a realidade política a partir de uma visão muito diferente daquela que é partilhada pela maioria dos brasileiros e brasileiras.

Embora o 41% a 33% da Vox tenha sido apurado há apenas dois meses e o 42% a 36% do Data Folha, há cinco meses, é bom recordar e sublinhar. Dois institutos diferentes mostram uma........

© Brasil 247