O maior perigo para o Benfica é Schmidt ter perdido os jogadores. E, nessa circunstância, o problema já é de Rui Costa

Se está cansado de ouvir falar de Kokçu, se já lhe encheram os ouvidos sobre o que devem treinador e Benfica fazer, sobre anunciadas consequências negativas deste episódio, sobre o castigo que deve ser aplicado, se está cansado de opiniões sobre o médio, então aqui vai mais uma.

Não encontrará aqui o arco-íris de quem considera que vai acabar tudo bem ou as conclusões óbvias e preguiçosas de que deve ser defendida a liberdade de expressão do jogador ou que a equipa está acima de qualquer individualidade. O assunto é demasiado complexo para ser branco ou preto, errado ou certo. E, nesta complexidade, não serão os raios de luz das declarações de Kokçu e Schmidt, sob a obscuridade do silêncio do clube, que nos ajudarão a compreendê-lo.

18 março 2024, 11:47

Médio deixou mensagem nas redes sociais

Kokçu perdeu a paciência, disparou contra o treinador e o clube, será castigado, voltará a jogar e, espera o Benfica, o problema irá desaparecer ao ritmo de novas notícias mastigadas e deitadas fora como pastilhas elásticas. E, no entanto, o problema, tratado pelo Benfica sob o eufemismo de assunto interno, poderá não desaparecer, mesmo que escondido debaixo do tapete, mesmo que escondido dos sócios e adeptos. Porque Kokçu, não é difícil imaginar, não será o único insatisfeito.

Sempre houve e haverá jogadores insatisfeitos nas equipas. Faz parte do que agora é uma indústria. E essa insatisfação terá mais ou menos significado ser for partilhada e reconhecida pelo grupo. Um jogador poderá enganar adeptos, jornalistas e até treinadores com algumas habilidades no jogo, um golo bonito, uma finta de deixar a boca aberta ao espectador, uma arrancada sensacional, mas nunca enganará outro jogador com quem treina todos os dias. Eles conhecem-se uns aos outros, sabem o que uns e outros valem, não há volta a dar. É como nos nossos empregos, todos nos conhecemos demasiadamente bem.

17 março 2024, 20:13

Treinador reage à entrevista do médio turco

Quem anda nisto do Desporto e conhece a vida das equipas sabe que todos os jogadores são iguais, mas há sempre alguns mais iguais que outros. Há sempre alguém que sabe que tem de fazer mais para que alguns que não fazem tanto poderem resolver jogos. Quem lá dentro anda sabe que isto tem de andar tudo muito bem equilibrado. O treinador deveria ser o primeiro a sabê-lo.

Se vários jogadores reconhecerem os motivos de queixa de Kokçu, pouco importa aquilo que pensam os adeptos ou aquilo que poderão fazer treinador e estrutura do futebol. Se, como Kokçu, outros sentirem que o treinador não está a tirar deles o melhor proveito (é fácil o leitor chegar à conclusão de que isso poderá acontecer com vários, basta calçar algumas chuteiras), que há privilégios não justificados e se esses sentimentos forem partilhados pelo plantel, então aí o problema não é só Kokçu. O problema será mesmo outro, será o de um treinador que perdeu os jogadores.

O maior perigo para o Benfica é mesmo Schmidt ter perdido os jogadores. Que ninguém se engane. E, nessa circunstância, o problema passará a ser de Rui Costa. Que só poderá fazer uma coisa.

QOSHE - Benfica: Schmidt 'vs' Kokçu, o engano - Nuno Paralvas
menu_open
Columnists Actual . Favourites . Archive
We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Benfica: Schmidt 'vs' Kokçu, o engano

18 1
21.03.2024

O maior perigo para o Benfica é Schmidt ter perdido os jogadores. E, nessa circunstância, o problema já é de Rui Costa

Se está cansado de ouvir falar de Kokçu, se já lhe encheram os ouvidos sobre o que devem treinador e Benfica fazer, sobre anunciadas consequências negativas deste episódio, sobre o castigo que deve ser aplicado, se está cansado de opiniões sobre o médio, então aqui vai mais uma.

Não encontrará aqui o arco-íris de quem considera que vai acabar tudo bem ou as conclusões óbvias e preguiçosas de que deve ser defendida a liberdade de expressão do jogador ou que a equipa está acima de qualquer individualidade. O assunto é demasiado complexo para ser branco ou preto, errado ou certo. E, nesta complexidade, não serão os raios de luz das declarações de Kokçu e Schmidt, sob a........

© A Bola


Get it on Google Play