We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Não somos todos Jamaica

3 0 340
12.02.2019

Vamos ver se nos entendemos.

O bairro da Jamaica não passa de um aglomerado de casas degradadas, que só não foram ainda demolidas porque a Câmara Municipal do Seixal, comunista desde a génese desta partidocracia em que sobrevivemos, tem protelado esse dever e obrigação, colocando, com a sua incúria, em perigo de vida todos quantos lá habitam.

As pessoas que residem naquele bairro ocuparam ilegalmente as casas, quando estas já não permitiam um mínimo de condições da habitabilidade e de dignidade e aguardavam ordem de demolição, ali permanecendo à revelia das leis vigentes.

Naturalmente que ao se apropriarem de construções que não lhes pertence, nem tão pouco podem ser apresentadas no mercado, os seus ocupantes furtaram-se ao pagamento das obrigações fiscais, as mesmas de que o cidadão comum não se livra.

Acredito que naquele bairro residam pessoas de bem, cujo único pecado seja o de não procurarem um outro local para viver e no qual assumam as despesas inerentes a quem pretende ter habitação própria, mas também é verdade que parte considerável dos moradores se dedica à criminalidade, nomeadamente tráfico de droga e furtos diversos.

Vivem desse negócio, sem dúvida rendoso, não contribuindo, como os demais, com as necessárias contribuições para a segurança social e para o desenvolvimento do país.

Além de mais envolvem-se frequentemente em disputas quizilentas, obrigando à intervenção policial, entretendo-se depois a reagir violentamente contra os agentes de autoridade........

© Jornal SOL