We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Um país a sério…

3 1 39
13.07.2018

Pode uma mentira dita muitas vezes tornar-se uma verdade absoluta? Vem esta pergunta a propósito de uma publicidade que passa na TAP, na qual Portugal é apresentado como o destino de eleição, e perfeito, para o turismo de saúde. Durante o vídeo podemos ver clínicas ultramodernas, colaboradores satisfeitos, nenhuma fila de espera, o paraíso para qualquer doente. Em contraste, temos a realidade – hospitais a fecharem alas por falta de pessoal, dívidas a aumentarem mensalmente, a impossibilidade de contratação ou de investimento, e utentes em esperas sem fim e com poucos cuidados prestados.

Ora, a melhor forma de privatizar um serviço sem o dizer é impor restrições, piorar o atendimento e asfixiá-lo financeiramente. Aos utentes não restará outra alternativa que não um seguro de saúde e o desejo de serem tratados no sector privado. A redução para 35 horas de trabalho semanal, sendo positiva para os profissionais de saúde do sector público, não o é para os utentes, e........

© Jornal Económico