We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

O tempo da cobrança e da liquidação

0 1 28
13.07.2018

Em tempo de Estado da Nação analisa-se o desempenho do atual Governo socialista, agora acossado à esquerda e fatalmente preso na teia que construiu no âmbito da geringonça.

Enquanto a ação do Governo se concentrou na alteração da maioria das medidas mais contestadas do governo de Passos Coelho, os partidos de esquerda foram-se entendendo, melhor ou pior, com mais ou menos espalhafato.

Grande parte dessas medidas desse governo de tempo de exceção, consistiu na correção de situações herdadas do governo também socialista de José Sócrates. Políticas impensadas, erráticas e erradas, demagógicas e desprovidas de ligação com a realidade, cujo único objetivo era fazer brilhar e não governar. Continuar a ler

Foi o próprio PS a detetar e a assumir essas situações, com o Memorando de Entendimento que abriu a porta ao condicionamento político que marcou uma legislatura inteira e que os socialistas renegaram, batendo no peito múltiplas vezes e múltiplos meses.

Três anos e três orçamentos depois chegamos ao momento em que se erguerá a última cortina. Esgotadas as emendas, repostas as facilidades, é novamente tempo de renovar os votos de solidariedade entre a esquerda com vista às eleições do próximo ano.

À porta desse último ano de legislatura fica um défice público controlado, mas uma economia que........

© Jornal Económico