We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Sobre a Saúde ou Amnésia de Esquerda

5 0 231
12.02.2019

O Serviço Nacional de Saúde é demasiado importante para embarcarmos na pura discussão de guerrilha partidária, desinformada e afastada da realidade. Ao discurso populista e irresponsável do Bloco de Esquerda tem-se juntado a gestão irresponsável do Governo de António Costa na saúde e o discurso mentiroso dos principais responsáveis do Partido Socialista nesta área.

Quem nos últimos tempos tem ouvido a Esquerda irresponsável (onde incluo BE, PCP e PS) falar sobre a participação do sector privado e social na prestação de cuidados de saúde, e particularmente no SNS, até pode pensar que essa colaboração existe graças a decisores políticos do PSD e do CDS por pura inspiração ideológica ou para agradar a alguns amigos. Nada mais falso e errado. Os defeitos e virtudes do SNS têm a mão de todos os governos da nossa democracia. Se o SNS é um modelo de sucesso é porque sempre evoluiu e se adaptou às novas exigências e circunstâncias. Como bem sabemos a Esquerda tem o seu cunho nas colaborações com o privado ao nível do SNS e não se deveria envergonhar assim tanto disso.

A recente discussão sobre as novas Leis de Bases da Saúde parece ser mais uma arma de arremesso político ou de dispersão dos verdadeiros problemas do SNS quando deveria ser a oportunidade para a discussão profunda que o sector merece. Só um louco pode achar que de um dia para o outro se pode afastar do SNS o sector social e privado ou pensar que todas as necessidades podem ser asseguradas pelo sector público. Seria o caos e por isso nem vale a pena levar a sério quem acha que pode, de um dia para o outro, cortar a participação do sector privado e social no SNS.

Confesso que decidi escrever este artigo por estar cansado da “conversa” de demasiados Deputados, comentadores, dirigentes e responsáveis políticos do Governo e da Geringonça sobre o facto da “direita” querer entregar o SNS ao privado e de apenas a “direita” ver alguma vantagem na participação do sector social e privado no serviço nacional de saúde. Vamos aos factos.

A participação do privado e do sector social........

© Expresso